InícioEconomia e NegóciosDona da Vivo passa a integrar coalizão internacional de empresas

Dona da Vivo passa a integrar coalizão internacional de empresas

Iniciativa pró-clima é liderada pela Amazon e tem como empresas signatárias a IBM, Microsoft, Uber, entre outras.

Dona da Vivo passa a integrar coalizão internacional de empresas

O grupo espanhol Telefônica, que controla as operações da Vivo (VIVT3) no Brasil, anunciou que aderiu ao programa “The Climate Pledge” (“O Compromisso do Clima”, em inglês), no qual se compromete a reduzir as emissões de carbono na atmosfera.

A iniciativa, co-fundada pela Amazon e a Global Optimism, reúne mais de 100 empresas globais que aceitaram o compromisso de atingir o carbono líquido zero até 2040, dez anos antes da data estabelecida no “Acordo de Paris” para as mudanças climáticas.

Na lista de empresas estão marcas famosas, de diferentes setores, como Cabify, Coca Cola, Heineken, IBM, Mercedes-Benz, Microsoft, Pepsico, Philips, Uber, Unilever, Siemens, Verizon, Visa, entre outras.

No caso da Telefônica, a companhia espera integrar aos objetivos da empresa os compromissos de sustentabilidade e descarbonização do negócio.


VIU ISSO?

–> Dona da Vivo integra iniciativa que visa criar novas soluções digitais verdes

–> Fundação Telefônica Vivo doou R$ 36,6 milhões a projetos de combate à pandemia

–> Movistar, da Telefônica, ativa a primeira rede Open RAN da América do Sul

A ideia é reduzir as emissões na cadeia de valor da operadora de acordo com o cenário de aumento de 1,5ºC na temperatura média do planeta, e neutralizar o restante por meio da compra de créditos de carbono para absorção de CO2, preferencialmente por meio de soluções baseadas na natureza.

A Telefônica tem a meta de atingir emissões líquidas zero já em 2025 em seus principais mercados, inclusive no Brasil.

A empresa também espera reduzir o consumo de energia em 90% até 2025 (em relação a 2015) e continuar a utilizar 100% da eletricidade proveniente de fontes renováveis ​​nos seus principais mercados.

Ao se tornar signatária do The Climate Pledge, a Telefônica também se compromete a medir e relatar regularmente as emissões de gases de efeito estufa, implementar estratégias alinhadas com o Acordo de Paris, e neutralizar quaisquer emissões restantes com compensações adicionais, quantificáveis, reais, permanentes e socialmente benéficas.

“Acreditamos que as mudanças climáticas exigem uma ação urgente e universal. Nossa estratégia está focada em mitigar nosso impacto, aproveitar novas oportunidades e estar à frente da curva para enfrentar os riscos climáticos. Ao aderir ao The Climate Pledge, reforçamos nosso compromisso com a sustentabilidade e estamos muito satisfeitos em nos juntar a uma comunidade de empresas líderes que também fazem da sustentabilidade uma prioridade”, afirma Elena Valderrábano, chefe global de ética corporativa e sustentabilidade da Telefônica.

“Menos de dois anos atrás, a Amazon co-fundou o The Climate Pledge e convocou outras empresas para chegar ao Acordo de Paris 10 anos antes – hoje, mais de 100 empresas com mais de US$ 1,4 trilhão [R$ 7,68 trilhões, na cotação atual] em receitas anuais globais e mais de 5 milhões de funcionários assinaram a promessa. Estamos orgulhosos de estar ao lado de outros signatários para usar nossa escala para descarbonizar a economia por meio de mudanças reais nos negócios e inovação”, afirmou Jeff Bezos, fundador e CEO da Amazon.

Com informações de Assessoria de Imprensa Telefônica.

Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 9 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários