InícioEconomia e NegóciosClaro registra receita de R$ 9,8 bilhões no primeiro trimestre de 2021

Claro registra receita de R$ 9,8 bilhões no primeiro trimestre de 2021

Resultado financeiro representa queda de 0,3% em relação ao mesmo período do ano passado. Operadora culpa a pandemia.

Claro registra receita de R$ 9,8 bilhões no primeiro trimestre de 2021

No primeiro trimestre deste ano, a operadora Claro reportou uma receita líquida total de R$ 9,8 bilhões, queda de -0,3% em relação ao mesmo período de 2020.

De acordo com a Claro, o resultado é reflexo da pandemia, que acarretou a “necessidade de novo lockdown em quase todo o país, contribuindo para o aumento das dificuldades econômicas de grande parte da população”.

A operadora aponta ainda o fechamento de lojas, menor volume de auxílio emergencial, aumento do desemprego e a redução no volume dos negócios, como os motivos para o resultado financeiro “morno”.

Os serviços fixos apresentaram uma receita de R$ 5,3 bilhões nos três primeiros meses deste ano, uma queda de -4,6%, puxada principalmente pela TV por assinatura.


VIU ISSO?

–> Sintetel-SP afirma que Claro demitiu 50 de seus 80 funcionários em Americana

–> Claro Pay é liberado para clientes de todas as operadoras

–> Os 4 anos de Paulo César Teixeira à frente da Claro; o que mudou?

Apesar de a Claro ainda manter 47,2% de participação no mercado de TV Paga, a operadora perdeu mais de 777 mil assinantes entre janeiro de 2020 e janeiro de 2021.

Por outro lado, a banda larga fixa registrou crescimento de 7,6% no primeiro trimestre de 2021 quando comparado ao mesmo período de 2020.

Já a receita da telefonia móvel teve crescimento de 5,1%, totalizando R$ 4,2 bilhões no primeiro trimestre.

Em março de 2021, a operadora tinha 65,2 milhões de clientes, sendo que em fevereiro deste ano a Claro acumulava um aumento de 11,4 milhões de novas linhas na comparação anual.

A venda de aparelhos também teve crescimento de 5,9%, somando a receita de 275 milhões.

O lucro EBITDA (lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização) foi de R$ 4,0 bilhões, crescimento de 5,2%.

“A Administração segue focada em adotar as medidas necessárias para minimizar os efeitos da pandemia do Covid-19 nos negócios, com o objetivo de manter a saúde financeira e a liquidez da Companhia”, afirmou a Claro em comunicado.

Com informações de Relações com Investidores Claro.

Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 9 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.

1 COMENTÁRIO

Acompanhar esta matéria
Notificação de
1 Comentário
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários