InícioTecnologiaVeja como o Facebook quer responder ao ‘fenômeno’ Clubhouse

Veja como o Facebook quer responder ao ‘fenômeno’ Clubhouse

Assim como fez com outros concorrentes, a empresa de Mark Zuckerberg não pretende ficar parada diante do novo sucesso.

Mark Zuckerberg em divulgação do seu Instagram pessoal
Imagem: Divulgação Instagram

O mundo empresarial por trás das redes sociais não parece tão fácil quando se existe um nome como Mark Zuckerberg no domínio de mercado. Mais uma vez, o Facebook já começa a se equipar para lidar com o novo fenômeno do momento, o Clubhouse, que pode facilmente se tornar uma concorrência de peso para a dona do WhatsApp e Instagram.

Se a resposta ao sucesso do Snapchat e TikTok foi a inclusão de recursos semelhantes no Instagram e Facebook, com o Clubhouse não deve ser muito diferente.


Conforme o tempo passa, mais detalhes vêm à tona e os planos do Facebook ficam cada vez mais claros em relação ao que a empresa pretende fazer para lidar com o sucesso da nova concorrente que surgiu.

Por sinal, a companhia não deve demorar para fazer um lançamento e emitir uma resposta ao sucesso da rede. A ideia, muito provavelmente, é explorar a ausência nos smartphones Android e oferecer a novidade para quem ainda não possui acesso, já que o Clubhouse está disponível apenas no iOS.

VIU ISSO?

–> Saiba quando o Clubhouse deve chegar no Android

–> Telegram, Twitter e Facebook vão lançar ‘alternativas’ ao Clubhouse

–> Clubhouse: TIM faz estreia na nova rede social da moda

E de acordo com detalhes ‘vazados’, as salas de mensagens do Facebook devem ganhar o recurso de transmissão de áudio ao vivo, bem no estilo Clubhouse. Isso significa que o Facebook trabalha uma nova versão do “Messenger” para conseguir incluir uma funcionalidade que remete a nova rede.

Alessandro Paluzzi, engenheiro, aplicou um processo reverso e conseguiu descobrir como deve funcionar a nova função. Confira as imagens divulgadas:

As informações garantem que os usuários poderão escolher entre fazer uma transmissão de áudio para um grande número de pessoas, assim como fazer uma chamada de vídeo com amigos, no estilo do Zoom.

O suporte inicial pode ser para 50 pessoas, mas o Facebook já estaria trabalhando para ampliar essa capacidade, a fim de que o recurso se torne de utilidade pública para produtores de conteúdo.

Em nota, o Facebook confirmou que as imagens são de seus projetos experimentais, mas que o produto final pode ser completamente diferente.

Com informações de Engadget

Anderson Guimarães
Jornalista com seis anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop. E-mail: [email protected]

1 COMENTÁRIO

Acompanhar esta matéria
Notificação de
1 Comentário
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários