Netflix pretende lançar novo plano de assinatura de baixo custo

Inicialmente, a novidade estará disponível apenas para usuários da Índia.

Buscando atrair novos usuários, diante do concorrido mercado de streaming atual, a Netflix pretende lançar um novo plano de assinatura básico na Índia.

Em 2019, a Netflix já tinha lançado uma opção de baixo custo no país asiático, de 199 rúpias indianas (R$ 15,24 na cotação atual).

O plano permite que os indianos assistam aos conteúdos da plataforma de streaming exclusivamente no celular ou tablet, mas na resolução SD (480p) e não sendo possível assistir pela TV.

Diante do sucesso do plano móvel, a Netflix começou a testar em julho do ano passado uma nova opção de assinatura, de 349 rúpias indianas (R$ 26,72) e disponível para celulares, tablets e computadores (uma tela por vez), com resolução HD (1080p).

VIU ISSO?

–> Netflix inicia testes para impedir compartilhamento de senha

–> Netflix deve perder metade do catálogo com a chegada da HBO Max

–> Kantar Ibope vai medir audiência dos serviços de streaming

“Lançamos o plano móvel na Índia para tornar mais fácil para qualquer pessoa com um smartphone desfrutar do Netflix. Queremos ver se os membros gostam da escolha adicional que esta oferta traz”, disse um porta-voz da Netflix, na época.

Agora, rumores apontam que a empresa pretende lançar oficialmente o plano HD para dispositivos móveis para todos os usuários da Índia, mas, ainda mais barato, por 299 rúpias indianas (R$ 22,89).

A novidade foi revelada pelo site Xda Developers, conhecido por antecipar novidades de grandes empresas de tecnologia.

Além dos planos para celular, a Netflix oferecerá os planos tradicionais Standard (HD com a opção de TV) por 649 rúpias indianas (R$ 49,69) e o Premium (4K) por 799 rúpias indianas (R$ 61,17).

Imagem vazada com o novo portfólio de planos da Netflix na Índia. Imagem: Xda Developers.

Até 31 dezembro de 2020, a Netflix contava com 203,7 milhões de assinantes em todo o mundo.

Deste total de clientes, 36% (73,9 milhões) estavam localizados nos Estados Unidos e Canada; 33% (66,7 milhões) na Europa, Oriente Médio e África; 18% (37,5 milhões) na América Latina e Brasil; e 13% (25,5 milhões) na Ásia e Pacífico.

Lembrando que 60% da população mundial está localizada na Ásia, o que torna esse mercado potencialmente atrativo para a Netflix.

Com informações de Xda Developers e Relações com Investidores Netlfix.

About Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 9 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários