‘Exclua o WhatsApp do seu telefone’, alerta criador do Telegram

Problema de ‘privacidade’ no popular app de mensagens do Facebook pode ser mais grave do que muitos imaginam.

WhatsApp na Play Store
Imagem: WhatsApp na Play Store

De fato, todos os usuários já sabem que o WhatsApp não é mais nenhum exemplo quando o assunto é privacidade. Especialmente após a polêmica decisão do Facebook em compartilhar dados de usuários do app com as outras redes sociais que controla.

Com o tema em alta, vale lembrar o alerta emitido por Pavel Durov, criador do Telegram, um dos maiores concorrentes do popular mensageiro, em 2019. No entanto, o executivo não foi específico nessa questão e alertou sobre um outro problema.

Durov destacou uma falha descoberta no aplicativo, na qual hackers e outros tipos de criminosos virtuais podem utilizar um arquivo de vídeo MP4 para capturar mensagens e arquivos de mídia dos telefones das vítimas.

Quem optar por permanecer com o serviço certamente não vê problema em ver seus dados se tornarem públicos um dia, conforme destacou o empreendedor.

VIU ISSO?

–> Em petição, usuários pedem à TIM o uso ilimitado do Telegram

–> EXCLUSIVO: Bot no Telegram expõe clientes endividados com a Vivo

–> Telegram é processado por não combater a pirataria

Na declaração, Durov foi além e explicou que o Facebook faz parte de programas de vigilância há muito tempo, bem antes de ter comprado WhatsApp. Portanto, é óbvio que uma fragilidade dessa magnitude já foi explorada.

Por sinal, Pavel Durov é russo e criou uma das redes sociais mais populares em seu país de origem, o VKontakte (VK). Ele se afastou da companhia por não concordar com o compartilhamento de dados dos usuários com a polícia federal da região.

É até por esse motivo que ele tece duras críticas ao Facebook e suas políticas. Na visão de Durov, para o serviço realmente respeitar a privacidade, será necessário ir contra seu próprio país, além de perder mercados inteiros.

Na época, a declaração foi feita em seu canal do Telegram, ainda com 335 mil seguidores, mas teve grande repercussão pela imprensa.

Com informações de Forbes

About Anderson Guimarães
Jornalista com cinco anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
2 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários