Provedores de internet em Minas Gerais anunciam fusão estratégica

Grupo de empresas formado por Blink Telecom, Prolink, Telecom Dados e Tremnet se dizem mais fortes na oferta de internet por fibra.

Provedores de internet se unem em Minas Gerais

Os provedores de internet regionais Blink Telecom, Prolink, Telecom Dados e Tremnet acabam de anunciar uma fusão entre as empresas.

Agora, os quatro provedores de Minas Gerais operam sob a marca “Grupo Blink”.

Juntas, as empresas somam 20 anos de atuação no mercado de telecomunicações.

O grupo de provedores possui cobertura em 13 cidades mineiras, sendo Matozinhos, Pedro Leopoldo, Confins, Lagoa Santa, São José da Lapa, Vespasiano, Ribeirão das Neves, Contagem, Belo Horizonte, Betim, Igarapé, São Joaquim de Bicas e Nova Lima.

VIU ISSO?

–> Governo Federal quer levar fibra óptica para 1,5 mil municípios

–> Cresce o número de reclamações sobre o serviço de banda larga

–> Internet banda larga pode ficar mais cara no Brasil

A estimativa é que o Grupo Blink possa oferecer o serviço de internet por fibra em mais de 310 mil residências.

O portfólio de serviços inclui banda larga fixa com velocidades de 200 Mbps até 500 Mbps.

O processo de integração de marcas deverá ocorrer ao longo do primeiro trimestre deste ano.

As empresas prometem com a união mais inovação e tecnologia de ponta, além de atendimento qualificado e melhoria na qualidade de conexão.

“A união permite potencializar os investimentos em inovação e o relacionamento com clientes”, afirma o Grupo Blink.

O grupo promete novos produtos e serviços em breve.

Para os clientes, os planos e valores contratados permanecem inalterados.

Neste mês de fevereiro, os boletos dos clientes dos quatro provedores já constam sob a razão social “BTT Telecomunições Ltda”.

Fusões do tipo tem sido cada vez mais comuns no Brasil. Elas tem o objetivo de ampliar investimento na implantação de infraestrutura, promoção de novos produtos e melhoria na qualidade de serviços.

Mercado da banda larga

De acordo com dados da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), o serviço de banda larga cresceu 9% no ano de 2020.

Em dezembro de 2020, os pequenos provedores tinham participação de 40,7% do mercado de internet fixa no país.

About Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 8 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários