InícioInternet Banda LargaCresce o número de reclamações sobre o serviço de banda larga

Cresce o número de reclamações sobre o serviço de banda larga

Maioria das queixas são sobre a qualidade e funcionamento da internet fixa.

De acordo com dados da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) foram registradas no ano passado 764.075 reclamações sobre o serviço de banda larga fixa no país, um aumento de 31,58% em relação a 2019.

No biênio anterior (2018-2019), o serviço também apresentou um aumento de reclamações de +15,67%.

Em 2020, o Índice de Reclamações (IR) da internet fixa foi de 1,87, tornando-se pela primeira vez o serviço mais reclamado proporcionalmente ao número de acessos.

A maior parte das reclamações são sobre a qualidade e funcionamento, principalmente no início do período de pandemia, entre março e abril de 2020.


VIU ISSO?

–> Governo Federal quer levar fibra óptica para 1,5 mil municípios

–> Internet banda larga pode ficar mais cara no Brasil

–> Anatel quer levar banda larga para 91% dos domicílios até 2023

Além da banda larga fixa, o serviço móvel pré-pago teve aumento de 16,24% no número de reclamações.

Já os outros serviços apresentaram queda nas queixas, entre eles, a TV por assinatura (-23,02%), telefonia fixa (-16,02%), móvel pós-pago (-7,56%) e outros (-10,84%).

No geral, a Anatel recebeu 2,96 milhões de reclamações em 2020, número 0,5% menor que em 2019. A quantidade é inferior ao pico de 4,09 milhões de queixas em 2015.

Considerando todos os serviços, a Claro é a operadora que mais recebeu reclamações em 2020 (806.120 queixas), seguido da Vivo (701.324), Oi (603.755) e TIM (553.358).

Com informações de Anatel.

Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 9 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.

3 COMENTÁRIOS

Acompanhar esta matéria
Notificação de
3 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários