Ações da TIM podem subir 11% com a abertura de nova empresa

COMPARTILHAR:

Operadora pretende segregar ativos e apostar no mercado de fibra óptica.

De acordo com análise da Ágora Investimentos, a notícia de que a TIM (TIMS3) pretende abrir uma nova empresa focada no setor de fibra óptica animou o mercado.

Segundo os analistas, a operação pode desbloquear R$ 1,50 por ação em valor. Isso corresponde a uma valorização potencial de 11% no preço dos papéis da companhia.

A análise foi emitida após os rumores de que um fundo de private equity do BTG Pactual (BPAC11) tem interesse em fazer uma oferta para a compra de 51% da nova empresa de fibra.

A ideia é que a TIM se torne acionista minoritária da nova empresa, tornando a rede aberta e neutra.

VIU ISSO?

–> TIM vai seguir os passos da Oi com ‘empresa de fibra óptica’

–> BTG Pactual obtém exclusividade para comprar fibra da Oi

–> Banda larga cresce 9% no ano de 2020

A Ágora diz que o interesse do fundo é positivo para a TIM, pois reforça que os investidores estão dispostos a injetar dinheiro na expansão do mercado de infraestrutura de telecomunicações.

A expectativa é que a criação da nova empresa ocorra ainda neste primeiro trimestre.

Nesta quinta-feira, 4, as ações da TIM fecharam em baixa de 1,63%, sendo cotadas a R$ 13,85.

Com informações de InfoMoney.

About Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 8 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários