Operadoras realizaram 95 mil demissões em 5 anos

Números são dos Estados Unidos, mas levantam alertas pela alta rotatividade no setor de telecomunicações; entenda.

Imagem: Ilustração Pixabay

Um verdadeiro alerta é emitido para o setor de telecomunicações, a julgar pelo alto número de demissões registrado mundo afora.

Nos Estados Unidos, por exemplo, as operadoras AT&T e Verizon cortaram 95 mil empregos no prazo de cinco anos.

A primeira, inclusive, realizou 13 mil cortes durante os primeiros nove meses de 2020, um grave sinal dos efeitos da pandemia na receita da companhia.

Ao olhar pelo período de cinco anos, são mais de 50 mil demitidos na AT&T.

VIU ISSO?

–> Prestadora de serviços da Oi demite em massa

–> Ancine aprova controle dos canais da Warner pela AT&T

–> AT&T avança com projeto de inclusão para empresários negros

No caso da Verizon, 2.800 funcionários foram demitidos ao longo de 2020. É um número expressivamente menor que o da concorrente, mas ainda assim alto, se tratando de empregos.

Se for olhar por um período mais longo, o de cinco anos, por exemplo, os cortes chegam a 45.500.

Curiosamente, as duas empresas passaram por processos de venda de ativos e terceirização de serviços, fatos que justificam a alta evasão de funcionários.

No Brasil, a Oi passa por uma trajetória semelhante, com a venda de ativos e reestruturação de toda a operação comercial, mas o número de demissões nunca foi comentado ou alarmado.

Vale destacar que a própria AT&T já justificou o número de cortes como medida para economizar recursos, apesar de muito questionada pela iniciativa.

Com informações de LightReading

About Anderson Guimarães
Jornalista com cinco anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários