Mercado de redes neutras ganha mais um player

Nova infraestrutura visa atender clientes que necessitam de uma conectividade com baixo custo; saiba os detalhes.

Imagem: Daniel Laper, diretor de Novos Negócios e IoT da American Tower do Brasil.
Imagem: Daniel Laper, diretor de Novos Negócios e IoT da American Tower do Brasil.

A American Tower, líder global em infraestrutura de telecomunicações, entrou no mercado das redes neutras.

Trata-se de uma oferta que visa atender clientes com necessidade de soluções com baixo custo, além de um consumo econômico de bateria para viabilizar soluções de Internet das Coisas.

Por sinal, em comunicado recente, a marca comemora os dois anos da rede ATC LoRaWAN™ no Brasil, própria para IoT.

Ao todo, são 265 cidades cobertas, 110 milhões de pessoas atendidas e mais 3,3 bilhões de mensagens comunicadas pela infraestrutura da empresa.

VIU ISSO?

–> American Tower expande sua rede LoRaWan no Brasil

–> Redes neutras: o que são e por que se tornaram estratégicas?

–> Vivo deve construir rede de fibra óptica para atacado

É uma rede indicada para vários tipos de mercado potencializados pela Internet das Coisas. Há possibilidade de atender o agronegócio e até mesmo as cidades inteligentes.

A fim de ampliar a atuação no ramo, 11 acordos de cooperação tecnológica foram concretizados, para desenvolvimento desse mercado no país.

“Entre as parcerias assinadas com a American Tower, estão polos e instituições educacionais, instituições de P&D, ecossistemas de aceleração de empresas e startups, e a Prefeitura do Rio de Janeiro, com foco em cidades inteligentes”, diz a divulgação.

A tecnologia LoRaWAN é uma solução de “baixo custo” para viabilizar a conexão entre objetos, em grande distância, com pouco consumo de energia e tráfego de dados baixo.

Com informações de Assessoria de Imprensa American Tower

About Anderson Guimarães
Jornalista com cinco anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários