Netflix quase ficou fora do ar no Brasil

Liminar chegou a ser deferida, mas não obteve sucesso; entenda a polêmica que envolve patentes da Netflix.

Erro na Netflix
Imagem: 4GNews

Engana-se quem pensa que tudo são flores nos bastidores da Netflix. Recentemente, a “pioneira do streaming” quase viu suas operações serem derrubadas no Brasil.

O problema surgiu por causa da empresa DivX, que não tem sede no Brasil, mas entrou com um processo sob alegação de que era dona de uma patente utilizada pela marca no país.

A liminar foi deferida, mas a companhia comandada pelo empresário Reed Hastings levou a melhor.

Tudo graças ao trabalho da desembargadora Andréa Fortuna, da 24ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio.

Para ela, seria um “dano irreparável” interromper os serviços da Netflix. Por isso, a decisão foi derrubada.

Mundialmente, a empresa de mídia enfrenta outra polêmica e envolve a série adolescente “Outer Banks”, que fez sucesso no início do ano.

VIU ISSO?

–> Netflix e Disney+ disputam espaço com lançamentos

–> Netflix confirma perda de conteúdo no catálogo

–> Streaming: Netflix perde e Amazon Prime Vídeo prepara novidade

O escritor Kevin Wooten entrou com um processo e afirma que a produção plagiou seu livro “Pennywise: The Hunt for Blackbeard’s Treasure!”.

Apesar de o autor não pedir o cancelamento do show, a Netflix optou por não continuar a produção após a segunda temporada, que ainda será lançada.

O processo segue em andamento e se o escritor levar a melhor, seu nome terá que ser inserido nos créditos da série.

Com informações de Jornal O Globo (Ancelmo Gois)

About Anderson Guimarães
Jornalista com seis anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários