Rodrigo Maia minimiza ‘ajuda’ dos EUA para o 5G no Brasil

Para o presidente da Câmara, o US$ 1 bilhão prometido para as operadoras ‘não serve nem para a largada dos investimentos necessários’.

© Najara Araújo/Câmara dos Deputados

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, afirmou que a ajuda financeira prometida pelos Estados Unidos às operadoras brasileiras para as futuras redes 5G é pouco diante do grau de investimentos necessários para a implantação da tecnologia no país.

A afirmação foi feita nesta segunda-feira, 22, durante entrevista por videoconferência.


No último dia 20 de outubro, o ministro da Economia, Paulo Guedes, e a presidente do Banco de Exportação e Importação dos EUA, Kimberly Reed, assinaram um acordo para que sejam destinados US$ 1 bilhão (R$ 5,74 bilhões) para financiar projetos de infraestrutura no Brasil, entre eles o 5G.

O investimento é visto como uma forma estratégica dos Estados Unidos barrarem a entrada de produtos chineses no Brasil, principalmente, da Huawei.

Entretanto, o presidente da Câmara desdenhou do valor oferecido. “Não serve nem para a largada dos investimentos necessários para o 5G”, afirmou.

VIU ISSO?

–> Tecnologia da Huawei é superior e 30% mais barata para o 5G

–> Conselheiro aponta riscos no envolvimento da Huawei no 5G do Brasil

–> Banir a China pode encarecer valor final do 5G

Na entrevista, ele também defendeu a vitória do democrata Joe Biden nas eleições presidenciais americanas. Segundo Maia, seria um “bom caminho” para tornar o mundo “menos polarizado” e “mais equilibrando”, encerrando o “extremismo” do governo de Donald Trump.

Além disso, sobre a relação entre os dois países, Rodrigo chegou a fazer ironia, afirmando que só o Brasil faz concessões.

“Mesmo o Trump usa muito o Brasil, mas não acho que ele dá essa bola toda para o Brasil. Aliás, até agora só o Brasil que cedeu”, disse.

Com informações de Folha de São Paulo.

About Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 8 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
10 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários