Impulso no pós-pago aumenta lucro da Claro no terceiro trimestre

Ganho atribuído aos sócios da empresa cresceu cinco vezes mais em comparação aos resultados da operadora em 2019.

Ilustração - Claro
Imagem: Needpix

No terceiro trimestre de 2020, a Claro obteve um desempenho comercial crescente e relacionou o bom período ao aumento de 28,3% na base de clientes pós-pagos.

O lucro atribuído aos sócios da empresa controladora, a América Móvil, foi considerado cinco vezes maior do que o número registrado em 2019.


Foi um montante que cresceu de R$ 95,5 milhões para R$ 495,5 milhões.

A receita média por cliente no segmento móvel cresceu 25,7% anualmente. Outro resultado que soma positivamente aos números da Claro é a liderança no fornecimento de banda larga.

VIU ISSO?

–> Claro Box TV é lançado com assinatura de R$ 20

–> Pós-pago ultrapassa pré-pago na telefonia móvel

–> Base de clientes da TIM encolhe no terceiro trimestre

O resultado é de uma receita líquida de serviços móveis e internet fixa com crescimento entre 8,5% e 10,7%, no comparativo com o mesmo período do ano passado.

Por sinal, na receita líquida geral, a operadora cresceu 3% e passou de R$ 8,82 milhões para R$ 9,09 milhões.

O avanço no Ebitda (Lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização) foi de 8,78%. Cresceu de R$ 3,53 milhões para R$ 3,84 milhões.

Em comunicado, a Claro informa sobre a aquisição da Nextel, assim como o pedido de anuência em andamento na Anatel, para consolidar outorgas e frequências.

No entanto, os resultados da controladora eliminam efeitos de transações entre companhias do grupo.

Com informações de Valor Econômico

About Anderson Guimarães
Jornalista com cinco anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
1 Comentário
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários