TIM adia lançamento do 5G DSS

Concorrentes Claro e Vivo já comercializam a tecnologia, que traz uma amostra do que está por vir na quinta geração da conectividade móvel.

Divulgação TIM
Imagem: Divulgação TIM

A previsão era de um lançamento ainda em setembro, mas a TIM adiou a chegada da tecnologia 5G DSS para outubro, sem mais detalhes.

Enquanto as concorrentes Claro e Vivo comercializam a “amostra” do 5G para seus clientes de telefonia móvel, a operadora da Telecom Itália quer atingir outro nicho.


A pretensão é oferecer banda larga móvel de ultravelocidade pela nova tecnologia. As cidades contempladas de início serão Bento Gonçalves (RS), Itajubá (MG) e Três Lagoas (MS).

É prevista a venda de aparelhos onde o próprio usuário poderá instalar e ativar a conexão, que vai gerar um hotspot de Wi-Fi doméstico, de acordo com o jornalista Rafael Bucco.

As configurações adicionais ou manutenções poderão ser feitas de maneira remota pela TIM.

Vale destacar que a proposta da tele não surge à toa, pelo contrário, a viabilização de banda larga móvel pelo 5G é cogitada desde 2019.

VIU ISSO?

–> Entenda como a Claro pretende expandir o 5G DSS

–> Samsung Galaxy Note20 terá suporte para 5G DSS da Vivo

–> Vazam detalhes sobre 5G e banda larga móvel da TIM

Ainda dá para ter certeza se essa é uma prioridade para as empresas de telecomunicações, mas provavelmente será uma maneira de levar conexões de ultravelocidade para regiões afastadas.

Entretanto, tudo depende da compra de frequências no leilão que está previsto para 2021.

[ATUALIZAÇÃO – 02/10/2020 13h16]

Em contato com o Minha Operadora, a TIM esclareceu que a ativação foi concluída em setembro. Confira o posicionamento:

“A TIM informa que, durante o mês de setembro, foi concluída a ativação das redes 5G DSS nas três cidades anunciadas – Bento Gonçalves (RS), Três Lagoas (MT) (sic) e Itajubá (MG). Os testes de performance de rede se iniciam já na próxima semana. Em breve, a operadora anunciará detalhes da sua estratégia, que utilizará a tecnologia FWA (Acesso sem Fio) para disponibilizar banda larga fixa em cima da rede móvel, otimizando infraestrutura já existente no 4G para oferecer o novo serviço.”        

Com informações de Tele.Síntese

COMPARTILHAR EM:

About Anderson Guimarães
Jornalista com cinco anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
1 Comentário
mais votado
mais novo mais antigo
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários
Jean

Três Lagoas – MS… não MT

Cidade - UF
Brasilândia MS