TikTok será banido dos Estados Unidos, mas ainda há uma saída

Bytedance, empresa controladora do aplicativo, segue pressionada para vender a plataforma em território americano.

Logotipo Bytedance e TikTok
Imagem: Logotipo Bytedance e TikTok

Os aplicativos chineses WeChat e TikTok serão banidos dos Estados Unidos a partir de domingo, 20 de setembro, de acordo com um decreto do governo de Donald Trump.

Mas, ainda há uma luz no fim do túnel para a Bytedance, caso a companhia ainda queira continuar sua operação no país. Basta ela vender o aplicativo para uma empresa americana.

Essa é condição imposta pelo Departamento de Comércio dos Estados Unidos para revogar a ordem emitida nesta sexta-feira, 18 de setembro.

O decreto também é válido para o WeChat, plataforma para troca de mensagens que é um verdadeiro fenômeno em diversas regiões do mundo.

A ordem de Donald Trump parte da consideração de que os aplicativos representam ameaças para a segurança nacional do país. O presidente acredita que as empresas são utilizadas pelo governo chinês para espionagem.

Atualmente, o TikTok é utilizado por mais de 100 milhões de pessoas nos Estados Unidos.

VIU ISSO?

–> Vivo Easy ganha ação no TikTok

–> Telecine faz sua estreia no TikTok

–> Disney perde importante executivo para o TikTok

De início, o aplicativo não vai parar de funcionar e os usuários nem mesmo serão obrigados a desinstalar. A proibição será para a distribuição, manutenção e atualização.

O mesmo vale para o WeChat, que também será impedido de viabilizar transferências financeiras e pagamentos.

Recentemente, a Microsoft manifestou interesse na compra do TikTok, mas a Bytedance optou pela Oracle como parceira de tecnologia.

A ideia das duas é promover a criação de uma nova empresa chamada TikTok Global para dissipar preocupações do governo americano.

Com informações de EL País

About Anderson Guimarães
Jornalista com cinco anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários