Disney+ anuncia iniciativa inédita

Estúdio desistiu de fazer lançamento nos cinemas e vai apostar na venda via streaming; entenda.

Divulgação Disney
Imagem: Divulgação Disney

Com a pandemia do novo coronavírus, a indústria do entretenimento foi uma das mais afetadas, apesar de muito demandada. Gravações estão paralisadas até então e os cinemas completamente fechados, sem previsão de retorno. A Disney, gigante player da indústria, sofre as consequências.

Quando houver um retorno das salas, todas terão que operar com 25% de suas capacidades. Ou seja, para os estúdios, resta adiar lançamentos ou encontrar uma outra forma de lança-los e obter lucro.

Filmes com potencial de registrar US$ 1 bilhão nas bilheterias mundiais provavelmente terão que ser lançados online.

A Disney ao menos resolveu testar essa solução com Mulan, adaptação em live-action do desenho que fez sucesso nos anos 90.

No dia 4 de setembro, o longa será lançado diretamente no streaming Disney+ e os usuários terão que pagar US$ 29,99 para conferir, até mesmo os assinantes do serviço.

O valor é quase o mesmo que é cobrado na entrada de um cinema. O filme custou uma média de US$ 200 milhões para ser produzido, portanto, é uma tentativa da Disney em rever esse investimento, mesmo que seja difícil, por conta da pirataria.

VIU ISSO?

–> Disney+ aguarda definição legislativa para estrear no Brasil

–> Vem aí? Disney+ Brasil ativa redes sociais

–> Fãs culpam a Claro por possível atraso no lançamento do Disney+

Apesar disso, o mercado financeiro parece animado com a novidade, as ações da companhia (BVMF: DISB34) estão com uma alta de 5,74%, com custo de R$ 659.

Será que a mesma estratégia será adotada em futuros lançamentos do estúdio? Afinal, muitos apostando que a tão sonhada “normalidade” só seja possível em 2021, com as vacinas aprovadas.

Até lá, o lucro dos cinemas jamais será o mesmo de antes.

O Disney+ segue com previsão de estreia no Brasil para novembro de 2020. Em países onde os cinemas já operam com 25% de suas capacidades, Mulan provavelmente vai estrear nas telonas.

Com informações de Estadão

About Anderson Guimarães
Jornalista com cinco anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários