Disney+ aguarda definição legislativa para estrear no Brasil

Colunista Lauro Jardim adiantou sobre a real situação do streaming em terras brasileiras; entenda.

Imagem: Divulgação Disney+

Não teve jeito, os fãs ficaram alvoroçados com a ativação das redes sociais do Disney+ Brasil, mas a realidade não é tão simples quanto parece, já que os representantes do estúdio acompanham toda a complexidade da legislação.

Na Anatel, tramita há dois anos um projeto para saber se as regras da Lei da TV por assinatura vão ou não ter validade no streaming.


Com isso, se o alcance da legislação (também conhecida como Lei do SeAC) aumentar, as plataformas de vídeo sob demanda poderão ser obrigadas a produzir conteúdo nacionais e até mesmo a seguir outras regras.

Para uma empresa como a Netflix, por exemplo, nunca foi um problema. A pioneira do streaming não hesita na hora de investir em séries brasileiras. Nunca precisou de lei para isso. O mesmo vale para o Amazon Prime Vídeo.

Mas, agora que a brincadeira ficará mais acirrada e novos players estão por vir, é provável que a Anatel veja necessidade em ampliar o alcance da lei.

As barreiras devem surgir de empresas e representantes que querem a agência dedicada apenas para telecomunicações. Audiovisual que fique com a Ancine. Há quem acredite até mesmo que a Lei do SeAC está desatualizada para os tempos atuais.

VIU ISSO?

–> Disney+ teve 22 milhões de downloads desde lançamento

–> Netflix segue soberana frente ao Disney+

–> Disney+ terá pacote com ESPN+ e Hulu para desbancar rivais

De toda forma, o Disney+ aguarda essa definição para estrear no Brasil. Uma votação está prevista para acontecer no mês que vem.

Quem endossa um maior alcance para a Lei da TV paga é a Claro, que prevê uma concorrência desleal caso isso não aconteça.

Com informações de Lauro Jardim (O Globo)

SKY Pré-Pago a partir de R$ 14,90! Ligue agora 0800 123 2040 e não perca essa chance de ter TV por assinatura em casa.

COMPARTILHAR EM:

About Anderson Guimarães
Jornalista com cinco anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
1 Comentário
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários
Marcia Sampaio

anatel deveria impedir iptv para ajudar suas queridinhas operadoras trambiqueiras e no entanto nao consegue!? esquisito naõ?a disney nao comprou a fox ? indiretamente os canais da empresa já estão no Brasil assim, como ESPN faz tempo! A disney precisase vincular com as operadoras é uma piada! os canais da fox ,HBO , starzplay, noggin e smthinson já estão sendo vendidos há seculos na tv apple 4k!Em novembro a amazon prime estara vendendo canais em sua plataforma. o que a anatel vai fazer ? logo a globoplay senta o pé na anatel e vende os canais da globosat aí quero… Leia mais »

Cidade - UF
SP
Última edição 17 dias atrás de Marcia Sampaio