Crítico de TV destaca dependência entre streaming e TV paga

Observações foram publicadas no Twitter e mostram um cenário em que a TV por assinatura pode se tornar refém das programadoras; entenda.

Ilustração
Imagem: Pexels

Em uma publicação no Twitter, o crítico de TV Nilson Xavier relatou seus constantes ensaios de cancelar seu serviço de TV por assinatura. Em justificativa, o jornalista destacou que não assiste mais.

A caixinha da Claro net, operadora com a qual mantém contrato, fica o tempo todo desligada.


No desabafo, Xavier destacou ainda que, apesar de trabalhar o tempo inteiro com TV, não faz mais o uso da TV paga. Um indício de que o serviço já perdeu muito espaço para o streaming.

Por sinal, ou ironia, é o único fator que impede o cancelamento da assinatura. Segundo o crítico, o VOD da programadora Globosat, por exemplo, responsável por emissoras como Viva, GNT, Multishow e outras é de grande utilidade.

Ele destaca ainda que não quer ficar sem a programação ao vivo da GloboNews, com jornalismo durante 24 horas por dia.

Nilson Xavier, assim como milhares de brasileiros, abandonam ou podem cancelar o serviço a qualquer momento pelo mesmo motivo: pagam por 200 canais e não assistem nem metade deles.

VIU ISSO?

–> Canal da TV por assinatura será descontinuado após 10 anos
 
–> Canais da TV por assinatura podem ser vendidos via streaming

–> TV por assinatura viveu sua maior derrocada em 2019

É a TV por assinatura que vai chegar ao fim, com a evasão histórica de clientes, ou o modelo de venda por pacotes?

Provavelmente a segunda opção, mas se as programadoras ficarem mais livres para vender canais via streaming, o destino poderá ser outro.

Confira a publicação de Nilson Xavier:

A SKY tem o plano ideal para a sua TV! Aproveite já com 50% de desconto no primeiro mês. Ligue 0800 123 2040.

COMPARTILHAR EM:

About Anderson Guimarães
Jornalista com cinco anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários