Metrô de SP culpa operadoras por falta de sinal em túneis

Concluído há 20 meses, trecho subterrâneo da Linha 5-Lilás continua sem infraestrutura de rede de celular e internet para os passageiros.

A Linha 5-Lilás é considerada uma das mais modernas da malha metroferroviária de São Paulo. Entretanto, a falta de sinal de celular e internet em seus trechos subterrâneos tem irritado usuários.

Entre os recursos da nova linha de metrô estão os túneis escavados com a tecnologia mais moderna, sistemas de controle de trens de ponta, estações espaçosas e portas de plataforma para aumentar a segurança dos usuários. Faltou apenas a conexão móvel.


O novo ramal começou a ser entregue no segundo semestre de 2017. Há 20 meses, a linha foi concluída com a inauguração da estação, Campo Belo. Porém, até o momento, as operadoras ainda não instalaram a infraestrutura de rede.

Pelos 10 km de túneis da Linha 5-Lilás passam diariamente mais de 600 mil pessoas, o equivalente à população do município de Santo André, por exemplo.

O usuário leva cerca de 20 minutos para fazer o trajeto entre as estações Adolfo Pinheiro e Chácara Klabin. Apesar do reduzido tempo de viagem, os passageiros poderiam utilizar esse período para responder mensagens, resolver demandas do trabalho ou mesmo se entreter.

A ViaMobilidade, concessionária privada que opera o ramal desde agosto de 2018, afirma que ainda aguarda os projetos de implantação da rede por parte das operadoras de celular, responsáveis pelo serviço.

VIU ISSO?

–> Metrô de SP busca nova prestadora de Wi-Fi gratuito em estações

–> Wi-Fi grátis do Google vai sair do ar

–> Internet gratuita deveria ser um direito humano básico, diz estudo

“A concessionária esclarece que mantém contato contínuo com as empresas com o objetivo de disponibilizar o serviço o mais breve possível”, diz a ViaMobilidade.

O Minha Operadora entrou em contato com as principais operadoras. Até o fechamento desta matéria, não recebemos um retorno da Vivo, Claro, TIM e Oi. O texto será atualizado caso recebamos um posicionamento das empresas de telefonia.

[ATUALIZAÇÃO – 24/06/2020 10h49]:

O SindiTelebrasil, entidade que congrega as operadoras de telefonia móvel, emitiu um comunicado sobre a falta de infraestrutura de rede na Linha 5-Lilás do Metrô de São Paulo:

“O Sinditelebrasil informa que as operadoras estão desenvolvendo um projeto em conjunto para a implementação de uma rede de telefonia móvel na linha 5-Lilás do metrô.”

Com informações de MetrôCPTM.

COMPARTILHAR EM:

About Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 8 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
1 Comentário
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários
jullianmichel

O título da notícia é equivocado. Quem culpa as operadoras não é o Metrô de São Paulo, e sim a concessionária ViaMobilidade.

O Metrô opera as linhas 1, 2, 3 e 15 e a ViaMobilidade é quem opera a Linha 5.

Cidade - UF
São Paulo-SP