Homem é preso por incendiar torre de celular

Condenado foi sentenciado a três anos de prisão.

Um homem de 47 anos, que acreditava na teoria que a Covid-19 é gerada pelo 5G, foi preso e condenado após incendiar os equipamentos de uma torre de celular da operadora Vodafone, na cidade de Kirkby, na Inglaterra.

O crime ocorreu em 4 de abril e deixou a infraestrutura fora de operação por 11 dias. O prejuízo foi em torno de 10 mil a 15 mil libras (entre R$ 63,4 mil e R$ 95,1 mil na cotação atual).


Este foi um dos 13 ataques à torres que ocorreram no Reino Unido, segundo o tribunal.

O condenado foi visto fugindo do local após o incêndio com mais duas pessoas que ainda não foram localizadas.

O britânico, pai de três filhos, afirmou que cometeu o crime após ler conspirações na internet sobre o 5G e o novo coronavírus. Ele mesmo reconheceu que sua resposta foi “errada e desproporcional”.

Ele ateou fogo à estrutura sem nem ao menos saber se ela gerava sinal de uma rede 5G.

VIU ISSO?

–> Usuários que relacionam 5G com coronavírus atacam operadoras

–> YouTube toma iniciativa para proteger operadoras

–> Ator de Hollywood defende teoria sobre 5G

Na casa dele foram encontrados materiais utilizados para incendiar a antena. No celular, existiam buscas por tecnologia 5G e conversas em grupos de bate-papo sobre o assunto.

O juiz sentenciou o homem a 3 anos de prisão. Ele já possuía 29 condenações anteriores, incluindo agressão e porte de arma de fogo.

Com informações de BBC.

A SKY tem o plano ideal para a sua TV! Aproveite já com 50% de desconto no primeiro mês. Ligue 0800 123 2040.

COMPARTILHAR EM:

About Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 8 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
1 Comentário
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários
Carlos

Tem doido para tudo.

Cidade - UF
Ceará