Call center registra primeiro óbito por COVID-19 entre funcionários

Colaboradora de 27 anos estava no grupo de risco, mas não foi afastada de imediato do ambiente de trabalho; entenda.

Imagem: Flickr

A Atento, multinacional líder do segmento de call center na América Latina, registrou o primeiro óbito por COVID-19 no seu quadro de funcionários. Vanessa Pereira tinha 27 anos e fazia parte do grupo de risco, mas foi afastada do trabalho bem depois do decreto oficial de quarentena no país.

Call center foi considerado um serviço essencial pelo Governo Federal, portanto, as principais empresas do país seguiram em funcionamento. Porém, nem todas garantiram artigos de higiene e seguiram com as recomendações básicas para diminuição do número de contágio, conforme reportado anteriormente aqui no Minha Operadora.


Segundo relatos, as janelas do andar que Vanessa trabalhava ficam todas fechadas, fato que assusta os trabalhadores do local. O óbito da colaboradora foi no dia 27 de abril, mas um comunicado oficial foi emitido na empresa apenas na quarta-feira, 29.

No elevador, há um aviso para que ninguém ultrapasse o número de quatro pessoas por vez, o que já é considerado um número excessivo, mas ninguém respeita. Vale lembrar que o vírus pode permanecer no ar em ambientes fechados por mais de uma hora.

Vanessa Pereira estava no grupo de risco, possuía sobrepeso e sopro no coração. Ao namorado, com frequência, ela relatava o medo de ser contaminada pelo novo coronavírus, já que não foi afastada completamente.

Uma amiga da vítima contou que, no dia 8 de abril, a funcionária da Atento ainda trabalhava por esquema de rodízio, ou seja, um dia remoto e outro presencial. A suspeita de COVID-19 surgiu no dia 13 e ela conseguiu um atestado de nove dias.

VIU ISSO?

–> Atendente da TIM comemora demissão pelo Facebook

–> Atento é escolhida como uma das melhores empresas para se trabalhar

–> Trabalhadores de call center estão expostos ao coronavírus

A mesma testemunha do fato afirma que perdeu uma amiga por descaso e ganância da empresa.

Em sua comunicação oficial, a Atento destaca que segue as recomendações preventivas ao novo coronavírus, opera com redução em seu quadro de funcionários e reforça as medidas de limpeza para proteção dos mesmos.

Entretanto, o histórico de polêmicas não caminha em favor da gigante de call center. Em 20 de março, quando o país já se encontrava em situação delicada por conta da pandemia, a companhia foi denunciada por atuar com todos os funcionários e sem álcool em gel nas instalações.

Empresas como TIM, SKY, Vivo e Itaú fazem ou já fizeram parte da cartela de clientes da Atento, que não é facilmente divulgada no site oficial da empresa.

Com informações de Folha de S.Paulo

A SKY tem o plano ideal para a sua TV! Aproveite já com 50% de desconto no primeiro mês. Ligue 0800 123 2040.

COMPARTILHAR EM:

About Anderson Guimarães
Jornalista com cinco anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários