TVs pedem suspensão de pagamento por transmissões via satélite

Globo, Record, SBT e RedeTV alegam que coronavírus está afetando suas receitas.

A Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (Abert) e a Associação Brasileira de Rádio e Televisão (Abratel), encaminhou um ofício para a Embratel Star One, solicitando um tratamento diferenciado nos pagamentos para disponibilização das transmissões televisivas por meio de satélite para a população, por conta do surto de coronavírus no país.

As associações representam as principais TVs abertas brasileiras, como Globo, Record, SBT e RedeTV. As emissoras pedem isenção dos pagamentos do serviço de banda satelital, pelo período de 6 meses, a contar de 1º de abril.


As associações alegam que o Covid-19 forçou as TVs a suspenderem programas de entretenimento e aumentarem o número de horas de cobertura jornalístico. Tal medida fez reduzir a exibição de anúncios publicitários ao longo da grade das emissoras, a principal fonte de receita do setor.

Como ainda não há uma definição de quanto tempo deve durar a pandemia, as empresas estão presumindo que suas receitas serão impactadas caso o problema se prolongue por vários meses. Ao contrário de outros setores que reduzirem ou suspenderam as suas operações, as TVs continuam funcionando em plena carga.

VIU ISSO?

–> Operadoras brasileiras anunciam união inédita

–> Operadoras pedem quarentena regulatória para Anatel

–> Reclusão domiciliar aumenta audiência da TV por assinatura

“A medida é essencial para a radiodifusão manter o equilíbrio econômico-financeiro dos contratos e continuar prestando a toda a sociedade o serviço de informação sobre as medidas de precaução e de combate à pandemia que assola o mundo”, diz o ofício.

A Embratel Star One é a responsável pelos principais satélites que distribuem o sinal das TVs abertas para todo o Brasil. O serviço alcança 22 milhões de brasileiros, por meio de antenas parabólicas.

A SKY tem o plano ideal para a sua TV! Aproveite já com 50% de desconto no primeiro mês. Ligue 0800 123 2040.

COMPARTILHAR EM:

About Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 8 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
3 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários
Juninho

Poderiam sair do ar que ninguém ia notar. Especialmente Globo e a Band

Cidade - UF
Facebook - PA
radiogirassol

Acho justo o pedido das Tvs, pois a cobertura na informação está em primeiro lugar.

Cidade - UF
Belo Horizonte/MG
Lucas Gonçalves Nogueira

Não faz sentido, a Globo por exemplo está explodindo de audiência, principalmente no horário do Jornal Nacional que concentra os melhores anúncios.

Cidade - UF
Nova Iguaçu -Rj