Como trocar o chip de celular durante o surto da Covid-19?

Saiba como as operadoras estão lidando com as lojas fechadas para o atendimento dos seus clientes.

Durante o período de isolamento social, por conta do surto do coronavírus, as operadoras têm ampliado o atendimento por meio de seus canais digitais para resolver uma série de demandas dos clientes. Entretanto, um serviço básico, como a troca de um chip de celular – por roubo, furto, perda ou defeito –, pode ser uma dor de cabeça para o consumidor.

Atendendo medidas sanitárias propostas pelo Governo, as empresas estão fechando gradualmente as suas lojas físicas e evitando o atendimento presencial.


Para contornar o problema, as operadoras estão adotando novos processos para garantir a troca dos chips físicos de seus clientes.

A Vivo informou que está disponibilizado para todos os seus clientes, independentemente do tipo de plano móvel, o processo de troca de chip por meio dos canais de atendimento 1058 ou *8486.

Após o pedido do cliente, o chip será emitido e enviado para o endereço de cadastro, sendo entregue pelos parceiros logísticos da operadora. Assim que o usuário receber o novo chip precisará fazer um novo contato com a Vivo para efetuar os procedimentos de ativação.

Os prazos de entrega variam de acordo com cada região. A Vivo afirma que está fazendo todos os esforços para agilizar o processo e atender aos consumidores no menor tempo possível.

VIU ISSO?

–> Garotos-propagandas das operadoras se unem em um único comercial

–> Operadoras pedem quarentena regulatória para Anatel

–> Operadoras alertam que serviços podem ser interrompidos

Já a Oi orienta que o cliente que necessitar trocar o chip deverá acionar o atendimento da companhia por meio do número 1057, e solicitar um novo.

Por questões de segurança, a central de atendimento solicitará ao cliente o envio de uma foto e a cópia do seu documento de identificação, por meio do aplicativo Minha Oi, sendo esse passo possível de se realizar de qualquer celular.

O sistema efetuará a verificação de segurança e, após a confirmação, o chip é enviado pelo correio ao ciente.

O Minha Operadora também entrou em contato com as assessorias da TIM e da Claro, para que elas esclarecessem tal assunto para os seus clientes, mas as companhias não demonstraram interesse em responder.

[ATUALIZAÇÃO – 31/03/2020 19H42]

Após a publicação desta matéria, as assessorias de imprensa das operadoras TIM e Claro se manifestaram sobre os procedimentos para a troca de chips, diante do isolamento social.

A TIM comunica que o processo de resgate/substituição de chips em caso de perda, roubo ou quebra do dispositivo de clientes dos segmentos pós pago e controle, está sendo realizado através do Centro de Relacionamento com o Cliente, no número 1056 (de qualquer telefone convencional).

Nos casos de clientes pré pago e express, a companhia orienta que sejam adquiridos novos chips em pontos de venda como supermercados e farmácias, entre outros, para posterior migração da linha original.

Já a Claro esclarece que os clientes que tiverem algum problema com o chip pré ou pós, basta comprar um novo chip nas redes de supermercados e farmácias de sua cidade.

Após efetuar o cadastro e ativação da nova linha, seguindo o passo a passo informado no chip, o consumidor precisa entrar em contato com o 1052 para dar início ao processo de troca de linha para o novo chip.

A operadora salienta que a linha nova e antiga devem ter a mesma titularidade.

About Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 8 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, FAÇA LOGIN para comentar
  Acompanhar esta matéria  
Notificação de