Aplicativo Coronavírus SUS já teve mais de 340 mil downloads

Por determinação da Anatel, operadoras devem conceder navegação ilimitada no app, sem descontar da franquia de internet.

Segundo dados do Ministério da Economia, no período entre 28 de fevereiro e 12 de março, o aplicativo Coronavírus SUS já registrou mais de 340 mil downloads, após ser disponibilizado nas principais lojas virtuais. Deste total, 220 mil usuários ainda mantêm o app instalado em seus dispositivos.

O aplicativo foi desenvolvido pelo Ministério da Saúde e traz informações preventivas, detalhamento sobre sintomas e orientações à população no caso de suspeita de contágio do novo coronavírus. O recurso também indica, por meio do serviço de geolocalização, a unidade de atendimento médico mais próximo.


Na loja oficial do Android, a avaliação média do aplicativo é de 3,9 de 5. No iOS, a nota é 3,2 de 5.

“O aplicativo funciona direitinho, mas faltam coisas básicas como opção de sair utilizando o botão voltar do sistema, melhorar os parâmetros de utilização da API de localização do Google”, diz um usuário do Android.

“Ágil, de interface amigável, simples, autoexplicativo. Vai ajudar muito a população a se informar, tirar dúvidas, saber o que fazer corretamente”, afirmou um usuário do iOS.

Por determinação da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), as operadoras devem conceder navegação ilimitada no aplicativo, sem descontar da franquia de internet de seus clientes. Vivo, Claro e TIM já anunciaram que vão obedecer o pedido do órgão.

VIU ISSO?

–> Vivo anuncia que todos os clientes receberão bônus de internet

–> Claro abre sinal de vários canais da TV por assinatura

–> TIM anuncia bônus de internet e dobro de roaming internacional

Atualmente, o Governo Federal conta com 75 aplicativos disponíveis, como o Meu INSS, CNH Digital, entre outros. No total, os apps já acumulam a marca de 20 milhões de downloads, desde julho de 2019.

A gestão dos aplicativos ocorre por meio de uma conta única da administração federal, o que centraliza as informações e facilita o seu aperfeiçoamento.

“Para o cidadão, uma plataforma única de governo permite a busca por uma aplicação mais fácil. Ou seja, o usuário encontra tudo em um único ambiente, tornando sua experiência mais simples. Sem falar na chancela de governo, de que aquele aplicativo é seguro”, afirma Joelson Vellozo Júnior, diretor do departamento de experiência de usuários da Secretaria de Governo Digital do Ministério da Economia.

Com informações de Ministério da Economia.

About Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 8 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.

1
DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, FAÇA LOGIN para comentar
1 Número de Comentários
0 Número de Respostas
0 Seguidores
 
Comentário mais reagido
Comentário com mais interação
1 Autores de comentários
Christopher Autores recentes de comentários
  Acompanhar esta matéria  
o mais novo mais antigo mais votado
Notificação de
Christopher
Colaborador

Acho que deveriam começar a unificar esses aplicativos, muita coisa pra ser baixada que poderia estar em um so aplicativo, fragmentado demais.

Ou ao menos dividir os grupos, tipo, aplicativos para trabalhadores, todos os beneficios num so aplicativo, de saude num so tambem.

Cidade - UF
Goias