Operadora de TV paga pode perder vários canais em março

Impasse entre a Oi TV e a programadora Turner, da Warner, continua e ganhou um novo prazo para concretizar negociações.

Imagem ilustrativa: Reprodução

Continua a delicada situação entre a Oi TV e os canais Turner, da Warner. As duas precisam entrar em acordo para que uma série de emissoras permaneça disponível para os assinantes da TV por assinatura da operadora carioca.

São canais como TNT, TNT Séries, I.Sat, TBS, TCM, Space, Cartoon Network, Tooncast, Boomerang, CNN International e CNN en Español, marcas que fariam um grande desfalque na grade.


Até então, o prazo final para que as companhias concretizassem suas negociações era fevereiro, mas a conversa entre ambas acaba de ganhar uma nova data limite, 01 de março de 2020.

Se não houver um acordo entre a programadora Turner e a Oi até o fim do bimestre, a Oi TV vai perder todas emissoras mencionadas acima.

Entretanto, a prestadora promete que fará substituições, assim o cliente final não vai sair em prejuízo por conta do valor que paga mensalmente para ter esses canais disponíveis na programação.

VIU ISSO?

–> Oi TV pode perder importantes canais em fevereiro

–> Streaming pode matar a TV por assinatura em 2020?

–> Oi TV via satélite cobra R$ 600 de adesão

Qual é o motivo?

O imbróglio entre as duas começou por conta do aumento de valores solicitado pela programadora Turner para as operadoras de TV paga.

ECONOMIZE! 💰 Compare os planos das operadoras de celular e escolha o mais vantajoso para você.

Canais como TNT, Space e outros passaram a investir em uma nova linha de conteúdo e assim, consequentemente, começaram a gastar mais. Algumas emissoras cresceram em audiência também.

Toda a questão com a Oi começa pelo fato de a operadora não querer refletir esse aumento de custo na mensalidade dos seus assinantes.

O segmento vive uma crise que parece cada vez mais irreversível. Cobrar mais dos assinantes pode ser um atestado de óbito para os serviços da marca.

As duas empresas concordam que as negociações estão mais demoradas que o previsto, mas seguem otimistas por uma resolução até o fim do mês.

Com informações de Observatório da Televisão

About Anderson Guimarães
Jornalista com cinco anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
5 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários