Fatura errada da TIM deixa cliente 3 meses sem telefone

Erro da operadora teve efeitos prejudiciais para a consumidora; entenda o ocorrido.

Ilustração - Unsplash
Imagem: Unsplash

Vamos supor a seguinte situação: você é cliente de uma operadora de telefonia, recebe uma fatura com o valor errado, se recusa a pagar e pede correção. Pouco tempo depois, a empresa simplesmente corta os serviços, com a alegação de falta de pagamento.

Foi o que aconteceu com Marisa Pereira, moradora da Vila Alzira (Zona Leste de São Paulo). A cliente da tele ficou três meses sem sua linha de telefone fixo, por conta de um erro que não foi dela.


Marisa explica que tudo virou uma bola de neve. A prestadora nunca enviou a fatura com o valor correto e os atendentes não entendiam que, para realização do pagamento, era necessário emitir a conta certa e enviar.

VIU ISSO?

–> TIM surge com pré-pago anual de 50 GB por R$ 25 mensais

–> TIM começa 2020 com mais de 70 vagas de emprego

–> OFICIAL: Conheça as cidades com 4G de 700 MHz da TIM

Ela trabalha em sua própria residência e passou três meses nesse impasse. A paulista conta que já perdeu trabalhos e entrou em desespero para resolver o caso, principalmente com o descaso da TIM em tentar uma resolução.

A solução mais rápida que encontrou foi a publicação em um importante veículo de comunicação em São Paulo. Sem processos, por enquanto.

Com isso, a TIM se manifestou e comunicou, via assessoria de imprensa, que fez contato com a Marisa e corrigiu a fatura da cliente para o valor de R$ 86,26. O desbloqueio também já foi realizado e a operadora estuda conceder uma isenção das faturas do período.

Com informações de Agora São Paulo (Folha de S.Paulo)

COMPARTILHAR EM:

About Anderson Guimarães
Jornalista com cinco anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários