Sprint registra outra perda trimestral e suspende expansão do 5G

Em meio a problemas financeiros, operadora aguarda fusão com a T-Mobile.

Foto: M.O. Stevens

A pendência na autorização da fusão entre a T-Mobile e a Sprint, respectivamente a terceira e a quarta maiores operadoras de telefonia dos Estados Unidos, está gerando incerteza na expansão da rede 5G no país.

Após o lançamento do 5G em nove cidades americanas no início deste ano, a operadora decidiu aparentemente interromper os investimentos na expansão da nova rede.


O motivo é o prejuízo de US$ 274 milhões (em torno de R$ 1,1 bilhão) registrado no segundo trimestre, anunciado nesta segunda-feira (4). A empresa também perdeu 91.000 assinantes de telefone pós-pago no trimestre, clientes que são considerados de maior valor pelos analistas financeiros.

Na contagem geral, a Sprint teve uma perda total de 396 mil clientes no trimestre. Estima-se que a operadora tenha atualmente 53,92 milhões de usuários.

VIU ISSO?

–> Governo dos EUA autoriza fusão entre T-Mobile e Sprint

–> Operadoras americanas sofrem pressão para parar de usar equipamentos chineses

–> Amazon planeja comprar operadora de telefonia móvel

Outra notícia ruim para a operadora é recente acusação da Comissão Federal de Comunicações (FCC, na sigla em inglês) de que a Sprint teria reivindicado subsídios para 885 mil assinantes que não estavam usando o Lifeline, um programa governamental que fornece serviços telefônicos para famílias de baixa renda.

Michel Combes, CEO da Sprint, diz que a companhia está comprometida a reembolsar os governos federais e estaduais pelos pagamentos de subsídios que foram coletados incorretamente.

Embora a fusão com a T-Mobile tenha recebido a aprovação da FCC e do Departamento de Justiça dos EUA, 16 advogados gerais tentam barrar o acordo, por considerar que a fusão pode lesar o consumidor, reduzindo a qualidade de serviços e gerando aumento de preços.

“Continuo convencido de que a fusão com a T-Mobile e a construção de uma das redes 5G mais avançadas do mundo é o melhor resultado para todos os consumidores, funcionários e acionistas” afirmou CEO da Sprint.

Com informações de CNET.

About Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 8 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.

Deixe um comentário

Por favor, faça login para comentar
  Acompanhar esta matéria  
Notificação de