Oi ganha sinal verde para vender torres e data centers

Operadora foi autorizada pela Justiça para concluir mais uma etapa do plano que deve reestruturar suas operações.

Ilustração Torre + Logo da Oi
Imagem: PxHere

Na última quarta-feira, o juiz Fernando Viana, da 7ª Vara Empresarial do Rio de Janeiro, autorizou a venda das unidades de data centers e torres da Oi (OIBR3 / OIBR4).

Trata-se de uma importante etapa para reestruturação da operadora, que vai ofertar também seus ativos de telefonia móvel, TV por assinatura e parte da companhia que construiu para concentrar sua infraestrutura de rede (InfraCo).

A abertura das propostas será no dia 26 de novembro. Até lá, as empresas interessadas poderão entregar e manifestar interesse.

Por sinal, foi determinado que a audiência para abertura dos envelopes será realizada de forma online, por causa das dificuldades ocasionadas pela pandemia do novo coronavírus.

Um link de acesso deve ser enviado aos proponentes que estiverem de acordo com os termos do edital, segundo o juiz.

A participação física de representantes do Ministério Público será facultativa. O mesmo vale para o administrador da recuperação judicial.

VIU ISSO?

–> Oi terá modelo de negócio semelhante à Amazon

–> Oi e SKY acrescentam mais canais no vídeo sob demanda

–> Oi divulga novas informações sobre venda da TV por assinatura

No dia 20 de outubro, a operadora terá também uma coletiva online para anúncios de soluções digitais e conectividade.

Mas, na parte de vendas, as próximas novidades muito provavelmente serão sobre a oferta da unidade móvel, que está praticamente fechada para TIM, Oi e Vivo.

Com informações de Valor Econômico

About Anderson Guimarães
Jornalista com seis anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
1 Comentário
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários