‘Concorrência está menos agressiva’, diz presidente da TIM

Em agosto, o mesmo executivo criticou ofertas da Nextel e Oi.

Foto: TIM/Divulgação

Nesta quarta-feira, 6, durante teleconferência com analistas para apresentar os resultados do terceiro trimestre da operadora, Pietro Labriola, diretor-presidente da TIM, afirmou que a concorrência atual no setor de telefonia está menos agressiva.

Há 3 meses, o mesmo executivo criticou a Nextel (recentemente adquirida pela Claro) e a Oi, por oferecer planos de telefonia irracionais e que não eram sustentáveis no longo prazo. Na época, Pietro deu como exemplo um plano da Oi de 50Gb, por R$ 99,90, uma postura que ele considerou agressiva para atrair consumidores.


Segundo analistas de mercado, o crescimento de 2,3% na receita da operadora pode ser explicado pelo ambiente pouco competitivo atual. Além disso, o esforço da TIM em vender planos pré-pago e pós-pago e a expansão do serviço TIM live, de banda larga fixa, ajudaram a explicar o bom resultado, porém esperado.

A redução das despesas operacionais no período também foi bem-vista, no entanto, o aumento de 34% na inadimplência preocupa os analistas. O número cresceu em decorrência do aumento da base de clientes dos planos pós-pagos da TIM, em um ambiente economicamente desafiador para os brasileiros.

VIU ISSO?

–> Lucro ajustado da TIM cresce 61% no terceiro trimestre

–> Black Friday: TIM dá até 10GB de bônus de internet

–> TIM Beta envelheceu? Exclusividade do plano não é mais a mesma

Também foi abordada na apresentação a possibilidade de compartilhar a infraestrutura da TIM com a Vivo. Tal acordo permitirá as duas operadoras reduzirem seus custos operacionais em 2021 e 2022.

As ações da TIM (TIMP3) fecharam o dia com alta de 4,35%, valendo R$ 12,47. Os papéis, que permaneceram estáveis ao longo do mês de outubro, subiram mais de 8% somente na última semana, em decorrência da expectativa de divulgação dos bons resultados da companhia.

Com informações de Valor Econômico.

About Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 8 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.

3
Deixe um comentário

Por favor, faça login para comentar
3 Número de Comentários
0 Número de Respostas
0 Seguidores
 
Comentário mais reagido
Comentário com mais interação
3 Autores de comentários
Marcelo JunioRogério PiresLeandro Autores recentes de comentários
  Acompanhar esta matéria  
o mais novo mais antigo mais votado
Notificação de
Leandro
Visitante
Leandro

Srº Pietro! a concorrência nunca foi um problema para a TIM. pois essa empresa, sempre ficou sentada vendo as outras operadoras investirem, inovarem, e trazer novos serviços aos clientes. Muitos desses clientes eram da TIM. Mas, como a empresa nunca fez questão de inovar, acabou se tornando uma simples operadora de telefonia móvel. Já que seu TIM Live praticamente não existe.

Cidade - UF
Rio de Janeiro - RJ
Rogerio Pires
Colaborador
Rogerio Pires

Creio que pega muito mal esse negócio de tecer críticas aos produtos e serviços de um concorrente, ainda mais quando se trata de promoções e ofertas! Beira ao ridículo e falta de competência para competir. A rede fixa Tim Live anda a passos de tartaruga; deveriam investir fortemente na expansão; até a Oi que está quebrada tem mais cidades com rede FTTH.

Cidade - UF
Uberlândia - MG
Marcelo Junio
Visitante
Marcelo Junio

Vivo morta na disputa pacotes caros com poucas opções para o público baixo e médio valor oferta abaixo das operadoras. Área fixa sem expansão, área móvel com menor quantidade de torres das ooeradoras. Claro perdida com a quantidade de produtos e com maior quantidade de torre poderia explorar. Oi sem dinheiro mais com audácia de ofertar MUITOS GB para o Pós Pago crescendo com a fibra tendo mais sinal que a Vivo por incrível q pareça. Tim cresce por conta da rede Volt que veio para salvar operadora que tinha um sinal Muito ruim de ligações. Planos baratos e oferta… Leia mais »

Cidade - UF
Brasília