Quadrilha utilizava uniformes da Vivo para roubar cabos

Policiais prenderam os criminosos depois de suspeitarem de um canteiro de obras e um cabo de telefonia solto em uma avenida movimentada.

Foto: Divulgação/3ª Delegacia do Patrimônio

Na madrugada da última sexta-feira, 25, três homens utilizando uniformes da Vivo foram presos em flagrante, enquanto roubavam fios de cobre em uma galeria subterrânea, no Mandaqui, bairro da zona norte da capital de São Paulo. As informações são do G1.

Os policiais suspeitaram do grupo ao notar um canteiro de obras interditando uma das faixas da Avenida Santa Inês e um longo cabo solto na via. Até o veículo utilizado pela quadrilha tinha uma etiqueta identificando-o como sendo da operadora de telefonia.


Ao avistarem as viaturas se aproximando, os bandidos tentaram fugir.

Um dos bandidos estava armado com um machado e tentou reagir à prisão. Durante a abordagem, ele foi ferido na perna.

VIU ISSO?
–> Projeto pretende proibir suspeitos de usar a internet
–> Traficantes quebram aparelhos das teles para vender internet pirata
–> Operação Engodo cumpre mandados contra associação criminosa

Há 3 meses, a equipe da Delegacia do Patrimônio estava monitorando a quadrilha especializada em roubos em redes subterrâneas.

O trio foi autuado por furto qualificado e organização criminosa. O detido armado também será condenado por resistência à prisão.

Segundo a Polícia Civil, o grupo pretendia roubar um cabo de telefonia de 7 km, que não estava mais em uso, e vendê-lo no mercado paralelo. Na investigação, pretende-se identificar quem seriam os possíveis receptadores que compram fios de cobre roubados em São Paulo. A suspeita é de que existam 5 empresas envolvidas neste crime.

Em nota, a operadora informou ao periódico que está em contato com a polícia para contribuir com as investigações. A Vivo também informou que utiliza alarmes em galerias que possuem trechos com cabo de telefonia.

Segundo o Departamento de Iluminação Pública (Ilume) da prefeitura do município, até o mês de agosto, mais de 170 quilômetros de fios elétricos de cobre foram furtados. Estima-se que o prejuízo seja de R$ 2 milhões aos cofres públicos.

About Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 8 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.

Deixe um comentário

Por favor, faça login para comentar
  Acompanhar esta matéria  
Notificação de