Dona da Claro não vai aumentar investimentos para o 5G

Para a gigante mexicana, atual patamar de investimentos na América Latina é suficiente para melhorar as redes, aos poucos.

Logotipo da Claro
Imagem: Reprodução

Os holofotes estão mesmo voltados para a chegada da conectividade de quinta geração. As próprias operadoras já compartilham uma ansiedade para começar a ofertar as soluções 5G e participar da tão aguardada revolução que a internet móvel vai gerar no mundo inteiro.

Mas, não é o caso da América Móvil. Daniel Hajj, presidente da controladora da Claro, avisou que a companhia não pretende elevar seus investimentos na América Latina em 2020 e 2021 em função do 5G.


O executivo explicou que o atual patamar de investimentos é suficiente para melhorar as redes, aos poucos. É possível implementar mais fibra ótica e preparar o grupo para a grande chegada da nova conexão móvel.

VIU ISSO?
5G poderá substituir banda larga fixa residencial
Dona da Claro quer fazer acordo com a Oi
Claro net libera sinal de canais para todos os assinantes

“Não vamos aumentar capex em 2020 e 2021 por causa do 5G. O que estamos fazendo é virtualizando a rede, adicionando mais fibra aos nós da rede. Nossa subsidiária a ter 5G logo será da Áustria, onde lançaremos em fevereiro, mas nos outros países, estamos apenas testando, melhorando a rede, deixando-a pronta para quando a 5G vier”, disse Haji.

Sobre a posição da Claro Brasil, o presidente disse que a empresa está preparada para competir graças aos últimos investimentos em rede fixa e a expansão do 4.5G móvel.

O crescimento da marca no segmento pós-pago, assim como o aumento da receita no pré-pago e a liderança no mercado de banda larga são conquistas celebradas pela América Móvil. Ele anunciou que novas cidades terão a rede FTTH.

Ou seja, a declaração não significa que a Claro estará paralisada para a chegada da nova conexão móvel. Há um plano de investimentos em andamento e ele não deve ser interrompido. Contudo, também não será ampliado.

Com informações do Tele.Síntese

About Anderson Guimarães
Jornalista com cinco anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop.

3
Deixe um comentário

Por favor, faça login para comentar
3 Número de Comentários
0 Número de Respostas
0 Seguidores
 
Comentário mais reagido
Comentário com mais interação
3 Autores de comentários
BRUNOGustavoultra craft Autores recentes de comentários
  Acompanhar esta matéria  
o mais novo mais antigo mais votado
Notificação de
ultra craft
Colaborador

Me diz uma novidade vindo da Claro

Cidade - UF
Rio de Janeiro
Gustavo
Visitante
Gustavo

Vai sofrer com uma piora gradual da infraestrutura, pois ultimamente a Claro só pensa em lucrar cada vez mais, mesmo sacrificando o Capex. Toda nova tecnologia vai exigir um investimento inicial maior e manter o mesmo patamar a deixaria de fora do leilão de frequências. Sabemos com o caso da Oi que deixar para investir aos poucos é um problema, problema que fez
a companhia ficar para trás no 4G e perder clientes. Parece que a próxima vai ser a Claro.

Cidade - UF
Maceió
BRUNO
Visitante
BRUNO

Não intendi como menos investimento, mas investido em rede fixa para “esperar” o 5G chegar, ou seja, preparando a base para a chegada do 5G de fato.

Cidade - UF
CRICIÚMA-SC