Apple TV+ não é sobre vencer a Netflix, segundo Tim Cook

CEO da Apple explicou melhor sobre a estratégia de lançamento para o serviço de streaming da marca.

Divulgação do Apple TV+
Divulgação do Apple TV+

Não restam dúvidas de que a Apple é uma das maiores gigantes do mercado de tecnologia. Nos últimos meses, a maçã anunciou que entraria de vez no mercado de entretenimento e streaming com o lançamento do Apple TV+, plataforma de vídeo sob demanda da companhia.

Desde então, as notícias percorreram de maneira veloz. Começou com a contratação de grandes estrelas e diretores de Hollywood para o início das produções originais. Nomes como Jennifer Aniston, Reese Witherspoon e Steve Carell foram convocados.


Depois, as informações circularam oficialmente até que surgiu a data oficial de lançamento e o valor da assinatura. Os fãs poderão aderir ao serviço a partir do dia 1º de novembro, por apenas R$ 9,90 aqui no Brasil.

Todos estão cientes do peso que a Apple tem no mercado de tecnologia, mas no entretenimento e VOD, a empresa ainda precisa caminhar. A produção de séries originais segue a todo vapor, mas há todo um catálogo para compor.

VIU ISSO?
Apple cogita comprar a Sony Pictures
Apple TV+ é a nova aposta de streaming para rivalizar com a Netflix
Streaming Apple TV+ chegará ao Brasil por R$ 9,90 mensais

Mesmo com um baixo custo, quem trocará a variedade da Netflix, Amazon e outras plataformas apenas pelas séries originais da maçã? No entanto, ao que tudo indica, a Apple tem uma visão realista sobre o próprio negócio.

Em uma entrevista recente, Tim Cook, CEO da companhia, disse que o mercado de streaming não é um jogo de perder ou ganhar. Para ele, o VOD é essencial nos dias atuais.

Cook explica que não se trata de vencer a Netflix. A concorrência não teme a Apple. As pessoas usam várias plataformas e a partir de agora, a gigante da maçã será uma delas. É como se a marca quisesse apenas fazer parte de todo esse mercado.

Surgiram até mesmo rumores de que empresa estaria de olho em uma possível aquisição da Sony Pictures, para fortalecer sua plataforma. Mas nada foi confirmado por nenhuma das duas empresas.

Com informações da Mac Magazine (UOL)

About Anderson Guimarães
Jornalista com cinco anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop.

Deixe um comentário

avatar
  Cadastre-se  
Notificação de