Possível privatização impulsiona ações da Telebras

Empresa foi citada pelo ministro da Economia como parte das privatizações do governo.

Antena da Telebras em Brumadinho (Minas Gerais). Foto: Divulgação Instagram
Antena da Telebras em Brumadinho (Minas Gerais). Foto: Divulgação Instagram

As expectativas estão altas na bolsa. O principal motivo é a divulgação da lista de 17 estatais que serão privatizadas pelo Governo Federal. A informação foi confirmada por Paulo Guedes, ministro da Economia, que mencionou os Correios e a Telebras como parte dessa iniciativa do governo.

“As coisas estão acontecendo devagarzinho, vai uma BR Distribuidora aqui, daqui a pouco vem uma Eletrobras, uma Telebras, daqui a pouco vem também os Correios, está tudo na lista. Amanhã deve ser anunciado umas 17 empresas só para completar o ano. Ano que vem tem mais”, afirmou Paulo Guedes em um evento realizado pela Valor Econômico.


Com a declaração, as ações da empresa foram impulsionadas. Até às 10h18 da manhã desta quarta-feira, 21, uma alta acima de 40% foi registrada. Às 11h45, os papéis já estavam em R$ 30,20.

Segundo especulações, as outras empresas que devem compor a lista do Governo Federal são: Emgea, ABGF, Serpro, Dataprev, Casa da Moeda, Ceagesp, Ceasaminas, CBTU, Trensurb, Codesa, EBC, Ceitec, Lotex e Codesp.

VIU ISSO?
Privatização dos Correios é anunciada
Governo aprova parceria entre Viasat e Telebras
Governo inclui Telebras no orçamento do MCTIC

Paulo Guedes afirma que a meta de arrecadação com privatizações foi atingida em agosto. O valor é de R$ 80 bilhões, estipulado para todo o ano de 2019. O Governo Federal quer acelerar com o processo e acredita que vai surpreender.

O começo deve ser nos Correios, mas todos os processos ainda precisam do aval do Congresso, conforme foi determinado em junho desse ano pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

A estatal brasileira Telebras é a responsável pela gestão do Plano Nacional de Banda Larga, assim como a infraestrutura de fibra ótica da Petrobras e Eletrobras. Em divulgação, a empresa declara que sua principal missão é fornecer soluções de telecomunicações seguras e com qualidade para desenvolvimento nacional e redução de desigualdades.

Os motivos da possível privatização da Telebras ainda não foram divulgados.

[Atualização – 21/08/2019, 14h40]

Em conversa com jornalistas nesta quarta-feira, 21, na saída do Palácio Guanabara, o presidente Jair Bolsonaro confirmou a presença da Telebras na lista estatais que serão privatizadas pelo governo.

Com informações do Poder 360, EXAME e InfoMoney

About Anderson Guimarães
Jornalista com cinco anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop.

Deixe um comentário

Por favor, faça login para comentar
  Acompanhar esta matéria  
Notificação de