Claro faz propaganda enganosa e recebe notificação do MPDFT

Operadora foi obrigada a esclarecer propagandas confusas veiculadas sobre a banda larga fixa residencial.

Divulgação banda larga Claro
Imagem: Divulgação Claro

É sempre bom ter atenção no que é dito nos comerciais de TV, afinal, eles podem iludir o consumidor. É o caso da Claro, que foi obrigada pelo Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) a esclarecer para os clientes de banda larga fixa um confuso anúncio que foi veiculado sobre a fibra ótica.

Se a empresa não cumprir a decisão, a multa pode ser de até R$ 35 milhões. Conforme as informações do juiz Julio Roberto dos Reis, as publicidades da companhia dão a entender que a transmissão de dados é feita integralmente por fibra ótica, o que nem sempre acontece.


Maioria das cidades adota o padrão HFC para os serviços da Claro. Dessa forma, a fibra ótica é utilizada até o poste e um cabo coaxial leva a conectividade para a residência dos clientes. Tecnologia menos moderna que pode ter um desempenho pior do que o prometido.

VIU ISSO?
– Internet supera indústria aeroespacial na emissão de CO2
– Fibra ótica da Oi cresce e alcança 68 cidades
– É o fim? TV por assinatura mantém queda de assinantes

Nos comerciais, a Claro destacava a fibra ótica como um diferencial. Principalmente quando o assunto era estabilidade de conexão e segurança. A empresa, inclusive, dizia que os serviços de televisão eram oferecidos com essa tecnologia, mas há vários casos em que a cobertura integral ainda não está disponível.

A operadora possui um serviço onde a fibra ótica é integralmente utilizada. Entretanto, por se tratar de uma novidade, a cobertura ainda é para pouquíssimas cidades. A diferença nas velocidades de download e upload são significativas.

O prazo para que a Claro, que absorveu a NET recentemente, corrija sua publicidade é de 45 dias. A companhia não é a única que oferece fibra e omite informações importantes. A Vivo Fibra também já foi acusada da mesma prática, enquanto adotava a tecnologia ADSL ou VDSL, sem fazer o uso do cabo coaxial.

Com informações do TudoCelular

About Anderson Guimarães
Jornalista com cinco anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop.

Deixe um comentário

Por favor, faça login para comentar
  Acompanhar esta matéria  
Notificação de