Reconhecimento facial da Oi é utilizado no Maracanã

Serviço de vídeovigilância da operadora foi colocado em prática neste domingo, durante a final da Copa América, na disputa entre Brasil e Peru.

Imagem: Flickr

Muito além dos serviços de banda larga e telefonia móvel, a Oi expandiu o uso do monitoramento urbano com a vídeovigilância na final da Copa América, que ocorreu no último domingo, 08.

Em parceria com a Secretaria de Segurança Pública do Estado do Rio de Janeiro, várias câmeras com o implante da tecnologia foram posicionadas no Estádio Jornalista Mário Filho, o Maracanã.


O primeiro teste foi realizado durante o Carnaval, em Copacabana. O reconhecimento facial e a leitura de placas foram aplicados para identificar foragidos da polícia, veículos suspeitos, além de suspeitos com padrões de comportamento e situações de risco.

VIU ISSO?
– Rodrigo Abreu será o novo presidente da Oi
– Oi implanta fibra óptica de alta velocidade em mais uma cidade
– Fibra irá salvar a imagem da Oi, e o ranking da Netflix comprova

Todos os dados ficam armazenados exclusivamente com o cliente. A operação também é feita somente pelos órgãos públicos contratantes.

O projeto da Oi está em evolução contínua, na parceira com o Governo do Rio de Janeiro. Valores de contratos não foram revelados, mas a final da Copa América teve um público pagante estimado em 58 mil pessoas.

Ao todo, o evento movimentou a maior renda da história do futebol no país: R$ 38 milhões.

About Anderson Guimarães
Jornalista com cinco anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop.

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.


*