quarta-feira, 24 de outubro de 2018

Energia consumida pela Vivo será 100% renovável ainda neste ano

O que você achou? 
Outra meta da Telefônica, dona da marca, é reduzir em 30% as emissões de dióxido de carbono até 2020.

A Vivo passará a ter 100% de seu consumo de energia elétrica proveniente de fontes renováveis, com a obtenção de energia renovável certificada, a partir de novembro

A iniciativa é um passo importante para impulsionar a sustentabilidade na operação da marca. 

A operação brasileira da Telefônica soma-se à da Espanha, Alemanha e Reino Unido para contribuir de forma definitiva para a meta global do grupo que é chegar a 2030 com consumo totalmente proveniente de fontes renováveis.

“Considerado o principal ofensor na geração de Gases de Efeito Estufa (GEE), o consumo de energia elétrica, agora totalmente limpa e renovável, permitirá também à Vivo uma redução de 64% nas emissões de CO2 em 2020”, revela a executiva da área de Sustentabilidade da Vivo, Joanes Ribas. 

A meta global da Telefônica é reduzir em 30% as emissões absolutas de CO2 até 2020 e 50% até 2030, além de cortar pela metade o consumo de energia por tráfego até 2020. 

As medidas visam maior eficiência operacional, financeira e ambiental da Telefônica. 

“A obtenção de energia no mercado livre e a geração distribuída permitem redução de tarifas e convergem para uma operação essencialmente mais sustentável”, informa o diretor de Patrimônio da Vivo, Caio Silveira Guimarães. 

VIU ISSO?


Em 2017, a empresa aderiu ao RE100, compromisso público firmado por 126 empresas globais de chegar a 100% de energia elétrica renovável. 

Para atingir este desafio, as empresas podem optar por geração própria, compra de energia renovável com fonte rastreável e compra de certificados no mercado livre. 

A aquisição do certificado global de RECs (Renewable Energy Certificates) é a comprovação de que a energia consumida pela empresa é originada de fontes limpas e renováveis. Cada REC equivale a 1 MWh de energia.

Geração distribuída de energia


A operadora também começará a realizar a geração distribuída de energia, de fonte renovável. A geração distribuída de energia é aquela na qual o próprio consumidor passa a produzir sua eletricidade. 

A fase 1 adotada pela Vivo, que conta com energia proveniente de CGHs (Centrais Geradoras Hidrelétricas), responderá por cerca de 5% do total de energia consumida pela empresa. 

Para as próximas fases, outras fontes de energia em geração distribuída estão sendo avaliadas pela operadora, como por exemplo, a energia solar. 

A operação brasileira da Telefônica responde por 28% da energia utilizada pelo grupo e é considerada fundamental para o cumprimento das metas de eficiência, energia renovável e baixa emissão de carbono do grupo. 



Nenhum comentário:

Postar um comentário