sexta-feira, 10 de agosto de 2018

Brasil ainda tem 40,2 milhões de linhas fixas

O que você achou? 
Apesar disso, número continua sendo de queda no setor, com 96,2 mil cancelamentos somente de maio para junho.

Assim como na telefonia móvel, a telefonia fixa continua em queda no Brasil. De acordo com a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), foram registradas 40,2 milhões de linhas fixas no Brasil no mês de junho. O número total de 40.224.677 representou uma queda de 0,24% em comparação ao mês de maio, quando 96,2 mil cancelaram seus números fixos. 

Em junho de 2018, as empresas autorizadas contavam com 17.140.584 linhas fixas e as concessionárias 23.084.093. Em um ano, as autorizadas até apresentaram um aumento, de 67.844 linhas (+0,40%), enquanto as concessionárias apresentaram uma redução de 1.208.213 de linhas (-4,97%).


Em relação às operadoras, a Claro foi a líder no mercado entre as autorizadas, com 62,4% do total de linhas, o que significou mais de 10 milhões. Em seguida veio a Vivo, com 27,9% (4,78 milhões) e a TIM, com 4,5% (773,9 mil).

Entre as concessionárias, a Oi lidera com 55,7% de participação (12,86 milhões de linhas), seguida pela Telefônica/Vivo, com 40,30% (9,3 milhões) e a Algar Telecom, com 3,26% do total (751 mil).


Em todo o Brasil, o estado de São Paulo foi o que apresentou a maior redução no número de linhas fixas, com 28.714 a menos entre maio e junho. No Rio de Janeiro e em Minas Gerais, as quedas foram de 24.770 e 11.647 linhas (-0,53% e -0,30%, respectivamente).

Os maiores aumentos foram registrados em Santa Catarina e Tocantins, onde 4.240 e 510 clientes ativaram linhas fixas nos estados, um crescimento de 0,25% e 0,36%.

Neste ano, apenas no mês de abril houve um leve crescimento no setor de telefonia fixa. Já no mês de maio, a Anatel não divulgou os dados em detalhes.


4 comentários:

  1. Eu estou na lista do mês de julho, que cancelou a linha fixa d Vivo, por conseguir a Tim Live o ano passado, mais no caso de SP tem um motivo a queda, nos bairros onde a Tim Live esta expandindo, principalmente a ZL, onde alguns conseguem contratar, que só chega Vivo 2MB, e não tem NET, ai a maioria cancela a linha fixa da Vivo, pra mudar de operadora, quanto ao aumento, a Tim Live desde o inicio do ano alterou a velocidade mínima de contratação pra 40MB, e vem incluso o VoIP, pior que obrigam contratar, e o serviço e péssimo, sempre funciona mal, não sei porque ela insiste nisso, só gera mais reclamações.

    ResponderExcluir
  2. Grande parte dos cancelamentos dos terminais fixos deve-se ao fato da melhoria dos planos móveis e do crescimento de provedores regionais que disponibilizam apenas o serviço de internet excluindo a obrigatoriedade do fixo. Mesmo estando na moda ter apenas o celular, não abro mão do meu fixo. Uso o NetFone com o número que tenho a 18 anos. Nele coloquei o plano ilimitado para fixo e celular do Brasil e também o serviço siga-me. A Linha ainda é cadastrada no bloqueio de telemarketing e não recebo ligações de SPAM. quando me perguntam meu número, falo meu fixo resguardando minha linha móvel de mensagens indesejadas de spam de propagandas ou pessoas insuportáveis mesmo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu nunca trocaria internet fixa por móvel, sempre será superior independente do 5G, sem limites de velocidade, sem franquia, e a comodidade do Wifi distribuído na residência, o móvel uso pouco, então não me interesso ainda em planos de operadoras por enquanto, mais o fixo muita gente tem, porque as operadoras ainda fazem venda casada linha + telefone, e a Anatel e o Procon fingem não ver nada, já que não e obrigatório ter um telefone pra ter internet, pois só e usado o fio pra enviar o sinal, piada.

      Excluir
    2. Corrigindo internet + telefone.

      Excluir

Ao deixar a sua opinião no Minha Operadora você concorda em respeitar o nosso Código de Conduta.