Vivo libera WhatsApp ilimitado para todos, agora também no pós-pago

COMPARTILHAR:

Clientes de todos os segmentos móveis da operadora passam a usar o app de mensagens sem se preocupar com o gasto da internet.

Foram quase três anos que a Vivo ficou sem se render à febre do WhatsApp ilimitado, mas agora que liberou a navegação gratuita no aplicativo de mensagens para clientes do Vivo Turbo e Controle, a operadora resolveu expandir o benefício para sua base pós-paga.

De acordo com um comunicado de atualização da Vivo que chegou ao Minha Operadora, o WhatsApp fará parte dos apps essenciais em todos os planos Família. Ou seja, assim como acontece com Waze, Easy Taxi e Cabify, a navegação no WhatsApp também não descontará da internet do plano.










Já nos planos pós individuais, o benefício não será válido para aqueles que não possuem SVA (serviços de valor adicionado), que seria o Vivo Pós 6GB, que custa R$ 99,99, e o Vivo Pós 8GB, de R$ 147,99. No restante, também será incluído.


De toda forma, agora clientes novos e antigos de todos os segmentos móveis da Vivo – pré, controle ou pós – têm direito ao uso do WhatsApp ilimitado, embora com algumas exceções.



LEIA TAMBÉM:
No Vivo Turbo, todos os clientes podem adquirir o benefício, mas, no Vivo Controle, ele só é válido para clientes ativos nos planos Controle Fatura, Pass e Cartão, excluindo aqueles que não São Combo Digital (serviço digital/apps). No pós-pago, inclui os planos individuais com combo digital e os que são família com apps essenciais.
O uso do WhatsApp à vontade, sem se preocupar em descontar a franquia original do plano, vale tanto para o envio e recebimento de mensagens, quanto de áudios, fotos e vídeos. Já quando o cliente fizer chamadas de voz e vídeo ou acessar links externos, como Giphy, links do YouTube, entre outros, continuará sendo descontado.
Assim como lembramos da última vez, o anúncio é um marco na trajetória da operadora, porque, em 2015, o presidente da Vivo afirmou que a empresa jamais faria uma parceria com o WhatsApp, que atuava como “pirataria no pior sentido”. Mas vale lembrar que o CEO era nada menos que Amos Genish, hoje CEO da Telecom Italia, dona da TIM no Brasil.
Agora que a TIM tem, além de WhatsApp ilimitado, outros aplicativos sem descontar da franquia de todos os seus clientes, como o Messenger para pré, controle e pós, o Easy Taxi e Waze até para clientes controle, e todas as redes sociais, como Twitter, Instagram e Facebook ilimitados para quem é pós-pago, a Vivo, hoje com novo CEO (Eduardo Navarro), aparentemente não quer ficar para trás.

Acompanhar esta matéria
Notificação de
8 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários