quinta-feira, 19 de julho de 2018

Vivo leva workshops gratuitos ao público da 3ª idade em 47 cidades

O que você achou? 
O "Descomplicando a Tecnologia" será apresentado em várias lojas da Vivo durante dois meses.

A Vivo começou a realizar, nesta semana, workshops especiais voltados para o público de 60 anos ou mais, em dezenas de cidades do Brasil. O “Descomplicando a Tecnologia” faz parte do Projeto Acontece, e leva especialistas para conversar com os idosos sobre tecnologia.

O workshop é gratuito, aberto ao público e, até setembro, será levado a 91 lojas da Vivo em 47 cidades. Quem tiver a chance de participar, aprenderá desde conceitos básicos, até orientações sobre como usar as redes sociais, os aplicativos, as fotos e os vídeos no celular.



Conhecidos como ‘Gurus da Vivo’, os especialistas que apresentam o evento passaram por um treinamento que inclui técnicas de teatro e conceitos de aprendizagem e comunicação. Desde que começou, o programa já ensinou 350 turmas, que totalizaram 790 participantes.

Os workshops são divididos em quatro módulos:

  1. Básico: com apresentação das funções dos smartphones;
  2. Fotos & Vídeos: temas como backup, edição de fotos e funcionalidades da câmera;
  3. E-mail e redes sociais: como criar uma conta de e-mail e detalhes sobre Facebook, Instagram e Twitter;
  4. Apps: focado em aplicativos próprios da Vivo, como o Meu Vivo, Vivo Música, Vivo Protege, além de apps bastante utilizados pelos brasileiros, como de localização, bancários, de táxi e YouTube.

LEIA TAMBÉM:

A Vivo informa que os interessados podem se cadastrar diretamente nas lojas participantes. 

As cidades que já contam com o programa são Barueri, Bauru, Belém, Belo Horizonte, Brasília, Campinas, Curitiba, Florianópolis, Fortaleza, Goiânia, Guarulhos, Jundiaí, Manaus, Niterói, Novo Hamburgo, Porto Alegre, Presidente Prudente, Recife, Ribeirão Preto, Rio de Janeiro, Salvador, Santo André, Santos, São José do Rio Preto, São José dos Campos, São Luís, São Paulo, Sorocaba e Vitória.

Quanto às próximas cidades, incluem Aracaju, Cachoeiro de Itapemirim, Campo Grande, Campos dos Goytacazes, Caxias do Sul, Contagem, Cuiabá, Jaboatão dos Guararapes, Juiz de Fora, Macaé, Maceió, Marabá, Nova Friburgo, Nova Iguaçu, Rio Branco, Teresópolis, Vila Velha, Volta Redonda.

"O mercado 60+ apresenta um crescimento significativo no país e a Vivo busca novas formas de se relacionar com este público constantemente. No ano passado realizamos uma pesquisa de mercado com foco no público Sênior que constatou que este é um segmento cada vez mais conectado e que não utiliza todos os recursos e possibilidades que a tecnologia permite por falta de informação", comenta o diretor de lojas da Vivo, Fernando Rheingantz.


3 comentários:

  1. Nada contra a Vivo fazer esses coisas, mais acho que deveria ao menos olhar para a população mais carente de SP capital, e ampliar a rede de fibra, já que morreu após ficar no centro e bairro nobre, vergonha Vivo, pare de fazer propaganda de fibra mentirosa, pois o estado que tem mais monopólio SP, não investe nem metade do que deveria, ninguém faz mais nada com 2MB hoje em dia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vivo só fica nos grandes centros , nas extremidades só tem speed apenas , acorda vivo

      Excluir