sexta-feira, 20 de julho de 2018

Disney deverá comprar Fox, após Comcast desistir da disputa

O que você achou? 
Com a aquisição, Disney irá controlar cerca de 40% das bilheterias dos cinemas; Comcast vai focar na compra da SKY.

A Comcast, grande operadora de TV a cabo dos Estados Unidos, desistiu da disputa pela compra da Fox para se concentrar na oferta pelo grupo europeu de TV paga Sky. 

Com isso, a Disney terá o caminho livre para fechar um acordo com o grupo de entretenimento.



A confirmação da saída da Comcast da disputa pelos ativos da Fox foi confirmada na última quinta-feira (19). O CEO da Comcast até parabenizou a Disney pela possível nova aquisição. 

A concessão ainda precisa ser aprovada pelos acionistas da Fox e passar pelo governo norte-americano.

Após concretizado o acordo, a Disney terá o controle total dos estúdios Fox no cinema e na TV, além de 30% do serviço de streaming Hulu.

A Disney só não poderá comprar os canais de esportes da Fox, que possivelmente poderão ser vendidos a outra empresa.

O valor do negócio deve ficar em torno de US$ 71 bilhões.

Segundo a Reuters, outros motivos que levaram a Comcast a abandonar disputa foram as preocupações com o preço, desinvestimentos que poderiam ser necessários para concluir o negócio e o impacto no valor de sua oferta pela Sky.

LEIA TAMBÉM:


Lucros


A compra da Fox pela Disney promete trazer altos lucros para o estúdio do Mickey. Segundo dados divulgados pelo CNN Money, a Disney e a Fox juntas controlariam cerca de 40% da bilheteria dos Estados Unidos.

Para se ter uma ideia de como o controle sobre os filmes pela Disney seria grande, em território norte-americano, a Warner controla cerca de 16% da bilheteria e a Universal cerca de 15% da arrecadação no país.

No último ano, caso a Disney e a Fox já estivessem combinadas, elas controlariam cerca de 35% da bilheteria doméstica. Dados referentes à bilheteria mundial não chegaram a ser divulgados.

Esse controle poderá afetar diretamente o consumidor, já que os preços dos ingressos vendidos nas bilheterias devem aumentar. 

Isto deve ocorrer porque enquanto a maioria das empresas recebem cerca de 40 a 55% da arrecadação com a venda de ingressos, a Disney costuma exigir que os cinemas paguem à empresa cerca de 65% da arrecadação. 

Além disso, é norma do estúdio que os cinemas exibam seus filmes durante no mínimo quatro semanas na principal sala da rede de cinema.

Disputa pela SKY


Agora, a Comcast irá focar na sua oferta pela SKY. A empresa deverá ofertar US$ 34 bilhões para adquirir 61% da TV paga.

A Fox, que possui 39% da SKY, também está procurando adquirir a participação majoritária.

A disputa pela SKY faz parte de uma batalha maior travada na indústria do entretenimento, com os gigantes da mídia mundial investindo dezenas de bilhões de dólares para poder competir com a Netflix e a Amazon.com.



Nenhum comentário:

Postar um comentário