sexta-feira, 20 de julho de 2018

Deixe os arquivos do seu celular protegidos em caso de roubo

O que você achou? 
Aprenda como evitar que ladrões consigam acessar seus arquivos e aplicativos caso você tenha seu celular roubado.

No Brasil, mais de 1,5 milhões de celulares foram bloqueados em 2017 devido a roubo, furtou ou perda, conforme informações da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). O número mostra um aumento de 21% em relação a 2016.

No total, mais de 9 milhões de celulares estão bloqueados no país. 

Esses aparelhos estão impedidos de funcionar por solicitação direta dos usuários às empresas ou pelo registro de Boletim de Ocorrência junto à polícia.

Os números podem ser ainda maiores já que muitas pessoas não bloqueiam seus aparelhos após serem roubadas. 

Ou seja, as chances de você perder o seu celular são muito grandes. Por isso, o Minha Operadora levantou algumas dicas para que você possa proteger os seus arquivos caso seu aparelho seja roubado. 

1. Criptografe o celular e cuide do cartão de memória

Muitos celulares já estão vindo com a criptografia ativada de fábrica, mas alguns modelos exigem que ela seja ativada nas configurações de segurança. 

Ative a criptrografia ou peça para alguém que entenda do assunto fazer isso para você. 

Se os dados de um celular não forem criptografados, qualquer um que os encontre e tenha noções tecnológicas poderá chegar aos arquivos do seu aparelho com facilidade, mesmo sem a senha.

Com a criptografia, acessar os mesmos dados torna-se extremamente dificultoso, visto que ela transforma todas as informações em códigos. 

Mas, atenção! Quando a criptografia é feita, o cartão de memória não recebe o mesmo cuidado. 

Sendo assim, salve no seu cartão apenas arquivos que não sejam tão importantes.

2. Senhas

A senha não garante 100% a segurança dos seus arquivos, mas ainda é um incomodo para o ladrão. Por isso, use-a!

O ideal é utilizar senhas com números e de reconhecimento digital. Se possível, utilize ambas. 

Senhas que trazem desenhos, por exemplo, são mais fáceis de serem descobertas porque elas deixam as marcas dos dedos. 

3. Aplicativos bloqueados


Existem aplicativos cuja função é inserir senhas para dificultar o acesso aos seus apps. 


App Lock e Folder Lock

Os aplicativos de segurança mais conhecidos são o App Lock (para Android) e o Folder Lock (para iOS). 

Esses dois apps, além do bloqueio via padrão (desenho), ele permite que o usuário configure a câmera frontal para capturar imagens de invasores que tentarem vencer o bloqueio por senha mais de duas vezes. 

Essa função é útil para identificar pessoas que furtaram o celular, ou mesmo amigos e familiares curiosos.

WhatsLock

Outro app de segurança é o WhatsLock (iOS e Android). Ele permite que usuários usem um código (senha ou padrão) para bloquear o acesso a mensageiros, apps de redes sociais e configurações do celular.

É possível esconder as imagens e vídeos da galeria e excluir de forma simplificada conteúdo armazenado em mensageiros, como o WhatsApp. 

Kaspersky

O Kaspersky: Segurança & AppLock (iOS e Android) é renomado pelo seu bloqueio prático e funcional em aplicativos.

Para isso, ele atribui um código secreto (chave-mestra) para que só você acesse os apps confidenciais e as informações cujas quais você indicou como sigilosas.

Mas o Kaspersky não se limita apenas nessa área, oferecendo também bloqueio de chamadas e SMS indesejados, bloqueio de links e sites perigosos, entre várias outras ações.

4. Configure backups


Além de ser roubado, seu celular pode parar de funcionar a qualquer momento. Por isso, é fundamental configurar uma sincronização em nuvem para arquivos como fotos e vídeos.

É possível utilizar o iCloud, no iPhone, e o Google Drive, no Android, além de soluções de terceiros como o OneDrive (Microsoft) ou Dropbox. 

5. Aplicativos mágicos: para descobrir ladrões e rastreá-los


Além dos aplicativos que bloqueiam outros apps, existem aplicativos que mostram a localização do seu celular, facilitando que o ladrão seja rastreado. 

Cerberus

Para celulares Android, o app mais famoso é o Cerberus. Ele mostra a localização do seu celular e ainda tem diversas funções, como tirar uma foto da pessoa que está usando o aparelho, gravar áudio do ambiente e até mesmo ver as redes Wi-Fi nas quais o celular está conectado. 

Com o Cerberus é possível executar ações automaticamente quando algumas condições forem atendidas. Como, por exemplo, enviar alertas por e-mail ou SMS se o cartão SIM for alterado.

Assim, será enviado a você um e-mail com a foto do ladrão quando o código incorreto for inserido.

GotYa!

Outro app de rastreamento para dispositivo Android é o GotYa! Com ele, você irá descobrir quando alguém tentar acessar o seu smartphone. 

O funcionamento dele ocorre da seguinte forma: ao errar a senha de acesso, o app tira automaticamente uma foto da pessoa e envia para o seu e-mail ou Facebook com a hora da tentativa de invasão.

A aplicação também permite o controle remoto por SMS. Com ela, o usuário pode bloquear ou desbloquear o aparelho, solicitar a localização no momento, fazer uma chamada, iniciar o toque de um alarme (mesmo com o dispositivo desligado) e receber a notificação da mudança do cartão SIM.

Rastreador de Celular GPS

Os aparelhos iOS contam com um rastreador próprio. Com ele, é possível visualizar a localização do seu iPhone através de qualquer outro que seja membro do Círculo que você autorizar previamente. 



Nenhum comentário:

Postar um comentário