Em abril, Oi registra geração de caixa negativa em R$ 1 bilhão

Em março este número era negativo em R$ 104 milhões.

Apesar dos resultados financeiros mais positivos da Oi, anunciados no mês passado em seu balanço trimestral, a operadora registrou uma geração de caixa operacional líquida negativa em R$ 1,03 bilhão no mês de abril. O saldo final do caixa nesse mês teria fechado em R$ 4,82 bilhões.

Os dados foram divulgados pelo Valor Econômico, que teve acesso ao relatório mensal de atividades da companhia, enviado pelo administrador judicial da Oi, o escritório de advocacia Arnold Wald.







Em fevereiro, a geração de caixa da Oi ficou negativa em R$ 430 milhões e, em março, em R$ 104 milhões. O que significa que o valor bilionário de abril de 2018 é quase 10 vezes superior ao último resultado.

LEIA TAMBÉM:
De acordo com o relatório enviado pelo escritório, o que impactou no número foi o pagamento da taxa do Fundo de Universalização das Telecomunicações (Fistel) à Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).
Os recebimentos foram de R$ 2,62 bilhões e os gastos ficaram em R$ 3,11 bilhões no mês de abril. Quanto aos investimentos, que vêm sendo exaltados pela Oi, atingiram um total de R$ 536 milhões, número 3,3% maior do que o investido em março, de R$ 519 milhões.

1
Deixe um comentário

avatar
1 Número de Comentários
0 Número de Respostas
0 Seguidores
 
Comentário mais reagido
Comentário com mais interação
0 Autores de comentários
Unknown Autores recentes de comentários
  Cadastre-se  
o mais novo mais antigo mais votado
Notificação de
Unknown
Visitante

O negócio ta feio. Avante Oi, não se entregue.