segunda-feira, 21 de maio de 2018

Vivo divulga resultados de ações em Relatório de Sustentabilidade

O que você achou? 
Operadora destaca os 2,5 milhões de visitantes no portal Dialogando, além de números em vendas sustentáveis e diversidade em quadro de funcionários.

A Vivo divulgou, na última semana, seu Relatório de Sustentabilidade do ano de 2017. Entre os principais destaques, esteve a plataforma “Dialogando”, criada para estimular o uso consciente das tecnologias e da internet, e que, neste mês, chega a 2,5 milhões de visitantes.

Os temas do portal, lançado no Brasil, mas expandido para outros 14 países onde a Telefônica atua – sob a marca Vivo e Movistar –, incluem cyberbullying, segurança, lixo digital, exposição nas redes sociais, diversidade, celular no trânsito, crianças na internet e tecnologia na educação. Em fevereiro, a campanha #ChegaDisso envolveu um vídeo sobre LGBTfobia



No ano passado, foi lançada uma versão em espanhol do site, que permitiu reconhecimentos como o da revista espanhola Actualidad Económica, que a elegeu como uma das melhores ideias de 2017, além do prêmio espanhol Diversa Global, por conteúdo de relevância para a comunidade LGBT, e o prêmio brasileiro Aberje, na categoria Mídia Digital. O Dialogando já está disponível no Brasil, na Espanha, Chile, Argentina, Equador, México, Peru, Uruguai, Venezuela, Colômbia, Costa Rica, Nicarágua, El Salvador, Guatemala e Panamá.

Venda sustentável 


Outras iniciativas da Vivo incluíram a “Venda Sustentável”, que permite que clientes leiam e assinem contratos de forma digital, e a própria “Conta Digital”. Foram 7,8 milhões de assinaturas digitais em 2017 e houve um crescimento de 83% no número de adesões em planos móveis e 140% no fixo. Segundo a Vivo, as iniciativas evitaram a impressão de 248 milhões de folhas de papel no ano passado.

Reciclagem


O “Recicle com a Vivo”, que coleta celulares, carregadores e baterias, funciona desde 2006 e já recolheu 4,8 milhões de itens, o que garantiu a destinação adequada de 100 toneladas de resíduos. Em 2017 foram 122 mil itens.

Cobertura


A Vivo aproveitou para destacar que, em 2017, ampliou sua rede 4G para 2.084 novas cidades brasileiras e estendeu o serviço de fibra ótica para 16 novos municípios. Também falou positivamente sobre o app “Meu Vivo”, que permite a melhor qualidade nos serviços de seus clientes e foi baixado mais de 28 milhões de vezes desde seu lançamento.

"O cliente dá muita atenção à qualidade e à cobertura de nosso sinal, por isso, em 2017, investimos R$ 8 bilhões na expansão de nossa rede. Mas sabemos que a percepção de qualidade dos clientes vai muito além da rede. Por isso, implantamos 90 projetos em diversas áreas da companhia a fim de melhorar sua percepção de nossos serviços e, como resultado, atingimos o melhor Índice de Satisfação do Cliente de nossa história", disse o diretor presidente da Vivo, Eduardo Navarro.


LEIA TAMBÉM:

Diversidade e mulheres em cargos de liderança


Outro destaque está no lançamento da Política Global de Diversidade e Inclusão da Telefônica, com adesão da alta liderança, sensibilização dos gestores e mudanças no processo de recrutamento e seleção. 

A empresa avançou de 15% para 18% o número de mulheres em cargos de liderança. A ideia é garantir avanços progressivos em todos os níveis hierárquicos, com o desafio de atingir 30% até 2020.

Um vídeo publicado em março, também do portal Dialogando, já adiantou como a operadora quer atrair mulheres para a empresa e para o mercado tecnológico.

A empresa fechou 2017 com um total de 33.622 colaboradores, divididos da seguinte maneira:

  • 118 em cargos diretivos - 82% homens e 18% mulheres
  • 3.467 em mandos intermediários - 69% homens e 31% mulheres
  • 30.037 em outros níveis funcionais - 57% homens e 43% mulheres

Energia renovável


Para se tornar mais sustentável, a Vivo registrou em 2017 um aumento de 20% na utilização de energia de fontes renováveis adquiridas no mercado livre, passando de 388 para 464 Gigawatt-hora. As metas globais do grupo visam a eficiência operacional, financeira e ambiental e tem como finalidade que a Telefônica seja abastecida com 100% de energia proveniente de fontes renováveis até 2030. 

A operação brasileira responde por cerca de 28% da energia utilizada pelo grupo e é considerada fundamental para o cumprimento das metas de eficiência, energia renovável e baixa emissão de carbono.

No Brasil está a maior rede de telecomunicações da empresa, com mais de 97,8 milhões de acessos na operação fixa e móvel. A Vivo já registra 26% do consumo seu consumo de energia proveniente de fontes renováveis, considerando-se a compra direta obtida no mercado livre.

Relatório completo


Todo o relatório da Vivo foi elaborado com a metodologia Global Reporting Initiative (GRI) e do International Integrated Reporting (IIRC), e também pode ser acessado em formato de hotsite interativo, disponível em https://vivo.tl/relatoriosust_2017.


Nenhum comentário:

Postar um comentário