segunda-feira, 23 de abril de 2018

Telefonia ocupa segundo lugar no número de queixas em Brasília

O que você achou? 
Estudo ainda mostrou que o volume de reclamações cresceu 26% no primeiro trimestre desse ano; pesquisa foi realizada pelo ReclameAQUI.

A telefonia celular foi a segunda categoria que mais gerou queixas no ReclameAQUI no primeiro trimestre de 2018 entre os moradores de Brasília. 

O site analisou o perfil dos consumidores da cidade que usam o canal para a resolução de problemas com empresas.

O volume de queixas no ReclameAQUI aumentou 26% no primeiro trimestre deste ano em comparação com o mesmo período do ano passado. 

De janeiro a março de 2018, foram computadas 30.135 reclamações, enquanto que nos primeiros três meses de 2017 foram registradas 23.837 ocorrências.

O estudo ainda descobriu que 8,5% das reclamações são referentes à empresas de telefonia. Os problemas com e-commerce representaram 14,6% do total, sendo o setor com maior quantidade de queixas.
Em seguida, estão os bancos (5,9%), cartão de crédito (4,8%) e TV por assinatura (4,6%). Este último segmento também tem como prestador de serviço as empresas de telefonia.

Se juntarmos telefonia com TV por assinatura, as operadoras são responsáveis por 13,1% dos problemas reclamados no site, percentual bem próximo do e-commerce, que lidera o ranking.

No primeiro trimestre de 2017, e-commerce e telefonia também ocuparam os primeiros lugares, com 12,6% e 10,8% respectivamente. Essas categorias foram seguidas pela TV por assinatura (7,1%), celulares e smartphones (6,7%) e bancos (6,4%).

A maior parte dos consumidores que utilizam o site como canal de reclamações é do sexo masculino (55%). Pessoas entre 25 e 34 anos representam 35% dos brasilienses que fazem reclamações.

O Distrito Federal está em 9º lugar entre todos os estados brasileiros que mais fizeram queixas no ReclameAQUI. Na região Centro-Oeste, o estado lidera o ranking.


Nenhum comentário:

Postar um comentário