Mesmo com ofertas competitivas, Claro perde 1,5 milhão de clientes

Resultado marcante, assim como o da Oi, foi registrado no último mês; acesse todos os dados para saber como cada operadora fechou o ano de 2017.



A Oi perdeu, pelo segundo mês consecutivo, 1 milhão e meio de clientes no período de 30 dias. Apesar disso, é outra operadora que choca nos números de dezembro de telefonia celular, revelados pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). Acredite, a Claro também perdeu um total de 1.516.429 clientes somente de novembro para dezembro de 2017.

Ambas operadoras surpreendem negativamente pela queda, com a diferença que a Oi, em recuperação judicial, já se mostra mais frágil em determinados segmentos, como em cobertura 4G, por exemplo. A Claro, por outro lado, ultrapassou a TIM e se tornou a segunda maior operadora móvel do Brasil em agosto, melhorou ofertas no pré-pago, controle e pós-pago e investiu em fortes campanhas, como do 4,5G.










É por isso que o número causa estranhamento. Em resposta ao Minha Operadora, a Claro disse que a queda no número de linhas móveis reflete o ciclo normal de desconexão no mercado. A Oi também nos informou que os resultados são atribuídos principalmente à redução de números pré-pago, em função de uma desconexão de clientes inativos e da lenta recuperação do cenário macroeconômico.

Claro e Oi foram as únicas a registrar baixa em sua base em dezembro. As outras operadoras tiveram desempenho superior ao mês de novembro, veja as adições:

A Vivo registrou 203.949 novos acessos no último mês do ano, a Algar Telecom 1.206 e a TIM, que ao longo dos meses foi perdendo números expressivos na base, fechou dezembro com 126.589 linhas a mais.

LEIA TAMBÉM:

O destaque do mês, no entanto, vai para a Nextel, que ganhou 119.050 novos clientes e, proporcionalmente, teve o maior aumento percentual do mês, como é possível entender no ranking abaixo:

  1. Nextel (+4,46%) 
  2. Vivo (+0,27%) 
  3. TIM (+0,22%) 
  4. Algar Telecom (+0,09%) 
  5. Claro (-2,5%) 
  6. Oi (-3,79%)

CRESCIMENTO ANUAL

Em relação ao crescimento anual de cada operadora, proporcionalmente, a Nextel também foi o destaque em números percentuais, com acréscimo de 7,7% e 199 mil novas linhas. A Vivo ganhou, no período de dezembro de 2016 a dezembro de 2017, 1 milhão e 100 mil clientes.
Por outro lado, as operadoras Claro, Algar Telecom, TIM e Oi registraram perdas na base de 2017.

Foi cerca de 1 milhão de linhas negativas para a Claro, 29 mil para a Algar, 4,78 milhões da TIM e 3,1 milhões da Oi. Em números percentuais, as quedas representam o mesmo mico e destaque do mês apresentado no mês de dezembro, sendo que a TIM, por pouco, não chega ao pior resultado do ano. Veja:

  1. Nextel (+7,7%)
  2. Vivo (+1,57%)
  3. Claro (-1,91%)
  4. Algar Telecom (-2,17%)
  5. TIM (-7,54%)
  6. Oi (-7,58%)
FECHAMENTO DE 2017
A Claro, que havia ultrapassado os 60 milhões de clientes, voltou alguns degraus com a perda considerável registrada em dezembro, deixando a disputa com a TIM ainda mais acirrada.

A Vivo continua disparada como a operadora com maior número de clientes, quase chegando a 75 milhões. Veja como encerrou a colocação de cada uma no setor em 2017:

  1. Vivo: 74.939.872 clientes
  2. Claro: 59.022.019 clientes
  3. TIM: 58.634.435 clientes
  4. Oi: 38.942.433 clientes
  5. Nextel: 2.787.676
  6. Algar Telecom: 1.312.925

12 Comentários

  1. Enquanto a Oi não investir forte no 4G, seja através da rede própria (quase impossível) ou fazendo acordo de compartilhamento com a VIVO ou TIM (mais provável), vai continuar descendo ladeira abaixo.
    Em pleno 2017, é inadmissível a Oi ter uma cobertura 2G muito maior que a 3G e 4G, ou seja nestas localidades é simplesmente impossível utilizar a internet, enquanto os concorrentes estão oferecendo 4G, 4,5G nestas cidades.
    Este final de semana estive em Búzios (RJ), uma cidade turística, muito bem frequentada, e a Oi não tem sequer uma torre com 4G por lá, é a única sem 4G na cidade.
    A Oi terá que investir pesado em fibra e 4G. Tomara que as promessas da empresa não fiquem apenas no papel.

    • Concordo com tudo que voce falou, só uma ressalva .. o acordo de RAN SHARING com a TIM ja existe a anos, foi o primeiro a existir, no inicio do ano passado foi iniciado o Ran sharing em conjunto com a Tim as torres da Vivo

  2. Em algumas cidades do Interior do RJ a Oi ta usando a rede 4G da Vivo

  3. Enquanto a TIM comercializar o BETA, serei seu eterno cliente.

    • up! eu também. quem não tem TIM BETA só vive com dor de cotovelo por não ter. ?

    • Eu também tenho Tim Beta, mais colocar R$50 todo mês é um absurdo e um luxo em um pré-pago, uso o meu só pra receber ligações, fico com a oi mesmo coloco R$14 e ligo para qualquer lugar e uso o 4G de boa.

    • Uso algar, mas a cobertura dela só no triangulo mineiro, recarrego 36 ao mês com 1 giga de dados por semana totalizando 4 GB ao mês, mais ligações ilimitadas para qualquer numero.

  4. O que adianta investir em fortes campanhas, mas não tem cobertura… enquanto isso Vivo e Tim estão a todo vapor em cobertura 4G no interior do país. Claro só tem cobertura nas grandes cidades

  5. A " alma mais honesta deste Brasil " está querendo ser presidente novamente. A Oi serviu muito a ele , quem sabe se agora é a hora da retribuição . E,a Oi melhora 100%.

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.


*