InícioNotíciasTelefonia fixa perde mais de 74 mil linhas em agosto

Telefonia fixa perde mais de 74 mil linhas em agosto

Dados da Anatel apontam que 1,2 milhão de linhas foram canceladas nos últimos 12 meses. 

Nesta sexta-feira, 3, a Anatel divulgou os números da telefonia fixa em agosto deste ano. O serviço fechou agosto com 41.196.896 linhas, o que resultou na redução de 74.812 linhas, em comparação com o mês de julho. 

Nos últimos 12 meses, a telefonia fixa perdeu 1.249.220 linhas, de acordo com os dados divulgados pela agência. A redução de linhas das concessionárias tem chamado a atenção, só em agosto 101.359 linhas foram canceladas.

Por empresa

A autorizada com maior evolução foi a Algar Telecom com um acréscimo de 22.545 novas linhas (7,79%) em agosto, a maior queda das autorizadas no período foi da Sercomtel com a perda de 87 linhas. 

Entre as concessionárias , a Algar Telecom também apresentou o maior crescimento em agosto com a adição de 1.743 novas linhas, apenas Oi, Sercomtel e Vivo registraram redução de linhas fixas no período. 

Nos últimos 12 meses, a TIM obteve o maior aumento de linha nas autorizadas, registrando 103.392 novas linhas, seguida pela Algar Telecom com 86.555 novas linhas. A Claro/NET teve a maior queda no período, com a perda de 433.793 linhas

A Algar Telecom também conseguiu destaque entre as concessionárias com 26.085 novas linhas em um ano, as maiores quedas foram registradas pela Oi, com perda de 740.121 linhas, e Vivo com menos 324.657 linhas

Por estado 

Entre as linhas de autorizadas, o estado com maior evolução na comparação no mês de agosto foi São Paulo com um aumento de 21.766 linhas. A maior queda foi registrada pelo Maranhão com a perda de 14.854 linhas

Entre as linhas de concessionárias, o maior crescimento foi registrado pelo Piauí com um aumento de 296 linhas, já a maior queda foi registrada pelo estado do Rio de Janeiro com a perda de 26.798 linhas

Nos últimos 12 meses, a maior evolução no grupo das autorizadas foi no estado de Santa Catarina com o acréscimo de 46.976 novas linhas no período, já São Paulo obteve a maior redução com a perda de 138.114 linhas. Entre as concessionárias, todos os estados do país apresentaram queda no período, as maiores reduções foram nos estados de São Paulo, com menos 320.498 linhas e do Rio de Janeiro com a perda de 194. 304 linhas. 

LEIA TAMBÉM:



2 COMENTÁRIOS

Acompanhar esta matéria
Notificação de
2 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários