Operadoras terão 2 horas para informar localização de celulares

Medida visa agilizar busca por pessoas sequestradas ou desaparecidas.

Operadoras de telefonia terão que informar em até duas horas a localização de aparelhos celulares, quando solicitados em casos de sequestros, desaparecimento ou quando a vida de alguém estiver em risco sob quaisquer circunstâncias.

A Comissão de Finanças e Tributação aprovou a proposta, que vale também para os prazos em situações de investigações criminais, onde as provas para identificar a autoria de um infrator dependam da informação para serem utilizadas.

A aprovação substitui o Projeto de Lei 6726/10 da CCTCI (Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática), criado pelo deputado Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP). Anteriormente, o prazo para as operadoras de telefonia era de seis horas para que informassem à polícia a localização de telefones celulares em casos de extorsão, ameaça à liberdade ou risco para a vida da vítima ou de terceiros.

O projeto ainda será analisado de forma conclusiva pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania, por questões financeiras ligadas à medida, que custarão mais aos cofres da União. No entanto, o relator na Comissão de Finanças, deputado Fernando Monteiro (PP-PE) afirma que o valor não ultrapassará os limites impostos para esse fim. 

LEIA TAMBÉM:


No UOL Play você encontra filmes, séries, desenhos, shows e esportes ao vivo. Além disso, alugue os títulos que acabaram de sair do cinema. Clique e experimente por 7 dias grátis!

0 0 voto
Nota para o redator
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários