Cabo Submarino que liga Brasil aos EUA é finalizado

Com custo total de R$ 1,6 bilhão de reais, cabo Seabras-1 terá capacidade de transmitir 72 TB/s.

O cabo submarino Seabras-1 foi finalmente finalizado pela Seaborn Networks e a Alcatel-Lucent Submarine Networks. As conexões internacionais devem ficar mais rápidas com o novo cabo que liga o Brasil aos Estados Unidos. A capacidade inicial de transporte do cabo é de 72 terabits por segundo. O investimento total gira em torno de US$ 500 milhões (R$ 1,6 bilhão) e a previsão de começo do funcionamento é para o início do segundo semestre.
Com um comprimento de 10,8 mil quilômetros, o cabo foi construído com 125 repetidores de sinal e seis pares de fibra ótica. O cabo liga Noya York a Praia Grande (SP), e é conectado a um backbone que leva conexão para a região metropolitana de São Paulo. Outras cidades como Fortaleza; Rio de Janeiro; Las Toninas, na Argentina; e Saint Croix, no Mar do Caribe, também receberão ramais.
Uma rota alternativa entre África do Sul e Estados Unidos também deve ser construída. A Seaborn Networks garantiu que o Seabras-1 permitirá velocidades ultrarrápidas e latências ultrabaixas. O cabo também não passa pelo estado da Flórida, muito castigado pelos furacões frequentes nos EUA.
LEIA TAMBÉM:


No UOL Play você encontra filmes, séries, desenhos, shows e esportes ao vivo. Além disso, alugue os títulos que acabaram de sair do cinema. Clique e experimente por 7 dias grátis!

COMPARTILHAR EM:

About Redação Minha Operadora
Um dos principais sites de notícias sobre o setor de telecomunicações do Brasil e do mundo. Mais de 10 mil artigos publicados com cerca de 1 milhão de páginas lidas todos os meses.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
1 Comentário
mais votado
mais novo mais antigo
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários
Unknown

Isso sim e' uma noticia boa.