InícioNotíciasAngola Cables começa a construir cabos submarinos até o Brasil

Angola Cables começa a construir cabos submarinos até o Brasil

Empresa prevê investir quase R$ 1 bilhão na construção de seu centro de operações, no nordeste brasileiro. Cabos submarinos terão até 2 Gbps de capacidade.

A Angola Cables, empresa de telecomunicações de Luanda (Angola), definiu investimento de US$ 130 milhões até o fim deste ano em projetos com localização em Fortaleza. A previsão do investimento para esse ano é de US$ 300 milhões, mas por enquanto, o BDA (Banco de Desenvolvimento de Angola) concedeu parte desse valor.
Um dos projetos envolve a construção e implantação dos cabos submarinos SACS (South Atlantic Cable System) e Monet. Esses cabos terão 6.500 quilômetros de comprimento, conectando Angola ao Brasil. Ele será constituído por quatro pares de fibra óptica, com capacidade total de 40 Tb/s (terabits por segundo) com largura de banda de 100 × 100 Gb/s cada par.
O centro de operações já tem base quase concluída na Praia do Futuro, localizada na capital cearense. Já foi construído, entre outras coisas, o Survey, quando é realizado o mapeamento do trajeto e solo onde o cabo será instalado em alto mar.
O sistema Monet conta com parcerias da Google para sua criação, que contribuirá com duas fibras no cabo, da Algar Telecom com uma fibra e a Anatel com outra fibra. A Angola Cables possui duas fibras.
LEIA TAMBÉM:


Redação Minha Operadorahttps://plus.google.com/112581444411250449571
Um dos principais sites de notícias sobre o setor de telecomunicações do Brasil e do mundo. Mais de 10 mil artigos publicados com cerca de 1 milhão de páginas lidas todos os meses.

3 COMENTÁRIOS

Acompanhar esta matéria
Notificação de
3 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários