quarta-feira, 20 de dezembro de 2017

Vivo também investe em novo modelo de loja e garante mais vendas

O que você achou? 
Operadora diz que reformulação em lojas já a ajudou no aumento de 20% das vendas; mais quatro unidades serão lançadas até 2019.

Assim como a Claro e a TIM, a Vivo também diz estar investindo em um novo formato de loja própria pelo Brasil. A mudança, que foi estreada no final de 2016 em São Paulo, no JK Iguatemi, e teve a segunda loja inaugurada no último mês no Rio de Janeiro, é uma das responsáveis por ampliar suas vendas em 20%.

A informação é do vice-presidente da operadora, Christian Gebara, ao Valor Econômico, que garantiu que as reformulações estão ajudando a vender mais. Para a Vivo, trata-se de uma migração dos pontos de venda convencionais para os chamados “pontos de experiência”, que terão mais quatro unidades lançadas até 2019.


Inspirada em lojas da Apple, Samsung e Starbucks, a Vivo passou a vender acessórios que não vendia antes, como capinhas para smartphone e caixas de som, e também a permitir o teste de produtos de forma mais próxima para atrair os clientes. Uma das experiências exclusivas é a sala de estar disponibilizada para que o consumidor possa conhecer o serviço de TV por assinatura como se estivesse em casa.

O atendimento também pode ser realizado na bancada ou no sofá, da maneira que o cliente preferir, uma vez que os serviços e informações ficam todos disponíveis em tablets. Segundo Gebara, da Vivo, o cliente se sente mais satisfeito com o novo formato, que deixa de ser formal.

As próximas lojas devem ser abertas em Belo Horizonte, Brasília, Curitiba, Manaus, Porto Alegre ou Salvador. No total, há 300 lojas da Vivo e 1,6 mil pontos de venda de revendedores exclusivos.

LEIA TAMBÉM:


Nenhum comentário:

Postar um comentário